Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
VERDADEIRO AMOR – Filipenses 1.9-11 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Amar e ser amado é o mais forte desejo que existe dentro de cada ser humano, até mesmo para aqueles que, aos nossos olhos, são verdadeiros monstros.

 (Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 -  tamanho de 5.38Mb)

O amor tem sido confundido com os doentios sentimentos de paixão por pessoas ou coisas; este erro tem conduzido multidões a grandes desgraças materiais e espirituais. Qualquer desvio do verdadeiro amor conduz a condenações pelas Leis terrenas e pelas Leis de Deus.

O Apóstolo Paulo ora para que a Igreja de Filipo esteja vivendo o verdadeiro amor Cristão e, assim, estejam prontos para o Dia do Juízo Final.

01. É progressivo

E também faço esta oração: que o vosso amor aumente mais e mais em pleno conhecimento e toda a percepção.

Amor no sentido Cristão (Mateus 22.36-40) refere-se ao amor a Deus e ao próximo, porém, vemos que a oração de Paulo é que este amor aumente mais e mais.

Somente o conhecimento da vontade de Deus é que pode nos impulsionar para vivermos o verdadeiro amor e nele crescermos mais e mais.

A respeito do verdadeiro amor afirma o Apóstolo Paulo: Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado NELE, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé; para o conhecer, e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, conformando-me com Ele na sua morte - Filipenses 3.8-10.

O amor verdadeiro só vai entrar em ação e crescer se a pessoa agir com conhecimento e percepção/discernimento espiritual (Colossenses 1.3-10).

02. Aprova as coisas excelentes

O Verdadeiro Amor é para aprovardes as coisas excelentes e serdes sinceros e inculpáveis para o Dia de Cristo.

Vivemos num universo de coisas excelentes e de coisas péssimas, mas, como diferenciá-las? Astutamente, o sincretismo das religiões torna o comportamento das pessoas e suas obras muito parecidos. Somente quem vive o Verdadeiro Amor (Mateus 22.36-40) é capaz de diferenciar entre o bem e o mal e, assim, aprovar as coisas excelentes, pois, nem tudo o que "parece bom" é bom.

Existe um modo excelente para vermos as coisas como são: Entretanto, procurai, com zelo, os melhores dons. E eu passo a mostrar-vos ainda um caminho sobremodo excelente. Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor - 1ª Coríntios 12.31 e 13.1,13.

O amor, conforme a Palavra de Deus é o caminho sobremodo excelente para aprovarmos as coisas que agradam a Deus e, conseqüentemente, para reprovarmos as coisas que, mesmo "parecendo boas", são obras das trevas. Agindo deste modo estaremos sendo sinceros e inculpáveis até o Dia do Juízo Final (1ª Tessalonicenses 5.23).         

O Verdadeiro Amor aguça a percepção moral e conduz a vida dos Crentes com discernimento das coisas espirituais (Hebreus 5.14).

 03. É cheio do fruto de justiça

Aqueles que vivem no Verdadeiro Amor, no Dia do Juízo Final, se apresentarão cheios do fruto de justiça, o qual é mediante Jesus Cristo, para a glória e louvor de Deus.

Quem recebe ao Senhor Jesus, como único Salvador (Romanos 10.9-10), é justificado pela Sua morte na cruz do Calvário (Gálatas 2.16), recebe o Espírito Santo e produz o fruto da Justiça de Deus (Gálatas 5.22-23).

Entendemos por fruto de justiça, quando a pessoa anda em retidão, conforme a Palavra de Deus, vivendo na santa comunhão com o próprio Deus e sua Igreja, movendo-se pelo Poder do Espírito Santo.

Os filhos e filhas de Deus devem frutificar mediante Jesus Cristo, para que se manifeste a Glória de Deus e não para a sua própria glória (Romanos 3.23).

Disse Jesus: Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos. Como o Pai me amou, também eu vos amei; permanecei no meu amor - João 15.8-9.

Conclusão

Cuidado, não confunda amor com paixão; para os ignorantes da Palavra de Deus, eles são até parecidos. O amor é progressivo para o bem e conduz os Crentes, com conhecimento e discernimento, para serem recebidos por Jesus no Dia do Juízo Final; ao passo que a paixão, também é progressiva, porém, para uma completa destruição e conduz as pessoas, sem discernimento, para a condenação eterna. 

Devemos aprovar somente as coisas excelentes, reprovando todas as coisas contrárias a vontade de Deus, frutificando mais e mais na Justiça do Seu Reino, porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo (Romanos 14.17).        

Se você citar a nossa autoria (Pastor Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.  

Pr. Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - 27.06.2010 - noite.

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse Infantil

·Pra onde ir?
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.027 segundos