Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
A MESA DO SENHOR - 1ª Co 11.23-32 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Todos os povos de todos os tempos sempre foram ligados a rituais cerimoniais. A Velha Aliança, do povo de Deus, tinha uma série de rituais cerimoniais, instituídos por Deus, através de Moisés e seu Tabernáculo.

O tabernáculo era o Lugar da habitação de Deus, ali Deus se manifestava com a Sua Glória e Majestade, concedendo Graça e misericórdia ao Seu Povo, declarando perdão e purificação por meio de sacrifícios, com sangue.

Deus nos deu o Seu Filho, Jesus (João 3.16), como Cordeiro sacrificial, O Inocente morrendo no lugar do pecador para que haja libertação e redenção. O Inocente Jesus, antes de ser sacrificado, celebrou a Nova Aliança ordenando:  Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados - Mateus 26.26-28.

A ordem é comer e beber, mas existem condições:                     

01. É para os filhos de Deus - Dado por vós - v. 24-26

Na Ceia, Jesus é "dado por vós" para tratamento e cura física, da alma e espíritual, somente ao coração arrependido.

O Pão é dado como memorial de obediência e esperança - v. 24.

O Vinho é dado como memorial de obediência e esperança - v. 25.

O Pão e vinho são dados como testemunho de que Jesus veio, mas voltará - v. 26.

02. Aquele que comer ou beber indignamente - v. 27

O Pão e o Vinho são símbolos materiais com efeitos sobrenaturais salvadores, quando comemos e bebemos em obediência e santidade; ou condenatórios quando feito em rebeldia à Palavra de Deus.

Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor - v. 27.

A expressão "POR ISSO" enfatiza a pena de condenação atribuída a quem ousa profanar o Corpo e/ou o Sangue de Jesus. Quem profanar, será réu, ou seja, estará qualificado como homicida, crime de assassinato.  

03. Examine-se, não é uma ceia qualquer - v. 28-30

-  V.28 - Todos são convidados, mas, examine-se!

- V.29 - Participar da Ceia sem discernir o Corpo traz condenação. O discernimento, entendimento, do corpo está fundamentado no amor a Deus, como Senhor, e no amor ao próximo, que são os nossos irmãos em Cristo. Se não amarmos a Deus e aos nossos irmãos, como poderemos amar aos demais, e tomarmos a Ceia sem condenação?

Jesus deu o resumo da Lei: Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas - Mateus 22.37-40.

Examine o teu comportamento, viver fazendo de conta que é Crente, participar da Ceia fazendo de conta que é Crente, isto é, mantendo apenas as aparências (sepulcros caiados - Mateus 23.27), atrai fraquezas e morte.

04. O Senhor da Ceia também é Juiz - v. 31-32

Quem tem julgado os teus pecados, você ou Deus e sua Palavra?

Você tem percebido quando é disciplinado por Deus ou, simplesmente, deixa o espírito maligno, de religiosidade, chamar tudo de provação?

Muitos crentes estão apanhando do Pai, por causa de desobediências, e ainda dizem: - estou sendo provado!

Cuidado!!!! Até quando? Até Ele desistir e condená-lo ou até que tenha entendimento e se arrependa? Na maioria das vezes, como os judeus do tempo de Jesus, o crente tem entendimento, mas, sua dureza de coração não permite o arrependimento; por isto é que Deus disciplina e corrige a quem Ele ama. Quem continua na rebeldia, sem arrependimento, é condenado com o mundo.

Conclusão

A Ceia ordenada por Jesus é a repetição de um ritual de Pacto, cuja Aliança é celebrada, simbolicamente, alimentando-se de Pão e de Vinho consagrados para este fim memorial.  Tem os propósitos de lembrar o sacrifício de Jesus, testemunhar seu poder Salvador e anunciar uma esperança futura, a vinda de Jesus.

Só poderá participar desta Ceia quem aceita a Jesus como SENHOR e Salvador, obedecendo aos Seus Mandamentos (Mateus 22.37-40).

Jesus é Fiel, veio como Filho obediente para ensinar-nos a obediência filial (1º Pedro 1.14), mas voltará como Justo Juiz (2ª Pedro 3.7), portanto, examine-se.

Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado - Mateus 12.36-37  .

Pr. Paulino Cordeiro - 07.10.2007 - noite    

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse do Casal

·Curso Família Abençoada
·Lençol Sujo
·Inteligência Sobrenatural - Fé
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.028 segundos