Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
A MESA DO SENHOR - 1ª Co 11.23-32 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Todos os povos de todos os tempos sempre foram ligados a rituais cerimoniais. A Velha Aliança, do povo de Deus, tinha uma série de rituais cerimoniais, instituídos por Deus, através de Moisés e seu Tabernáculo.

O tabernáculo era o Lugar da habitação de Deus, ali Deus se manifestava com a Sua Glória e Majestade, concedendo Graça e misericórdia ao Seu Povo, declarando perdão e purificação por meio de sacrifícios, com sangue.

Deus nos deu o Seu Filho, Jesus (João 3.16), como Cordeiro sacrificial, O Inocente morrendo no lugar do pecador para que haja libertação e redenção. O Inocente Jesus, antes de ser sacrificado, celebrou a Nova Aliança ordenando:  Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados - Mateus 26.26-28.

A ordem é comer e beber, mas existem condições:                     

01. É para os filhos de Deus - Dado por vós - v. 24-26

Na Ceia, Jesus é "dado por vós" para tratamento e cura física, da alma e espíritual, somente ao coração arrependido.

O Pão é dado como memorial de obediência e esperança - v. 24.

O Vinho é dado como memorial de obediência e esperança - v. 25.

O Pão e vinho são dados como testemunho de que Jesus veio, mas voltará - v. 26.

02. Aquele que comer ou beber indignamente - v. 27

O Pão e o Vinho são símbolos materiais com efeitos sobrenaturais salvadores, quando comemos e bebemos em obediência e santidade; ou condenatórios quando feito em rebeldia à Palavra de Deus.

Por isso, aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor, indignamente, será réu do corpo e do sangue do Senhor - v. 27.

A expressão "POR ISSO" enfatiza a pena de condenação atribuída a quem ousa profanar o Corpo e/ou o Sangue de Jesus. Quem profanar, será réu, ou seja, estará qualificado como homicida, crime de assassinato.  

03. Examine-se, não é uma ceia qualquer - v. 28-30

-  V.28 - Todos são convidados, mas, examine-se!

- V.29 - Participar da Ceia sem discernir o Corpo traz condenação. O discernimento, entendimento, do corpo está fundamentado no amor a Deus, como Senhor, e no amor ao próximo, que são os nossos irmãos em Cristo. Se não amarmos a Deus e aos nossos irmãos, como poderemos amar aos demais, e tomarmos a Ceia sem condenação?

Jesus deu o resumo da Lei: Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas - Mateus 22.37-40.

Examine o teu comportamento, viver fazendo de conta que é Crente, participar da Ceia fazendo de conta que é Crente, isto é, mantendo apenas as aparências (sepulcros caiados - Mateus 23.27), atrai fraquezas e morte.

04. O Senhor da Ceia também é Juiz - v. 31-32

Quem tem julgado os teus pecados, você ou Deus e sua Palavra?

Você tem percebido quando é disciplinado por Deus ou, simplesmente, deixa o espírito maligno, de religiosidade, chamar tudo de provação?

Muitos crentes estão apanhando do Pai, por causa de desobediências, e ainda dizem: - estou sendo provado!

Cuidado!!!! Até quando? Até Ele desistir e condená-lo ou até que tenha entendimento e se arrependa? Na maioria das vezes, como os judeus do tempo de Jesus, o crente tem entendimento, mas, sua dureza de coração não permite o arrependimento; por isto é que Deus disciplina e corrige a quem Ele ama. Quem continua na rebeldia, sem arrependimento, é condenado com o mundo.

Conclusão

A Ceia ordenada por Jesus é a repetição de um ritual de Pacto, cuja Aliança é celebrada, simbolicamente, alimentando-se de Pão e de Vinho consagrados para este fim memorial.  Tem os propósitos de lembrar o sacrifício de Jesus, testemunhar seu poder Salvador e anunciar uma esperança futura, a vinda de Jesus.

Só poderá participar desta Ceia quem aceita a Jesus como SENHOR e Salvador, obedecendo aos Seus Mandamentos (Mateus 22.37-40).

Jesus é Fiel, veio como Filho obediente para ensinar-nos a obediência filial (1º Pedro 1.14), mas voltará como Justo Juiz (2ª Pedro 3.7), portanto, examine-se.

Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado - Mateus 12.36-37  .

Pr. Paulino Cordeiro - 07.10.2007 - noite    

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse Infantil

·Pra onde ir?
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.027 segundos