NECESSIDADES – 1ª João 2.15-18

| 16-11-2017

No mundo residem as necessidades da carne, em Deus residem as necessidades espirituais e eternas.

A expressão não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo, é um apelo para cumprirmos o mandamento maior, amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento (Mateus 22.37). Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele.

Assim como satanás tentou a Jesus (Lucas 4.1-13) pelas necessidades, assim, continua tentando aos filhos e filhas de Deus. É impossível amar as luxúrias do mundo e amar a Deus, não pode haver comunhão entre a luz e as trevas (2ª Coríntios 6.14).

Enquanto vivermos, teremos necessidades terrenas, entretanto, jamais deveremos colocá-las acima de Deus e seus mandamentos.

01. Necessidades da carne

Todas as pessoas, enquanto vivas, precisam suprir suas necessidades carnais, porém, não devem permitir que estas necessidades se transformem em desejos incontroláveis e luxuriosos.

A concupiscência da carne é um desejo incontrolável que leva a negar o amor a Deus e a obediência aos Seus Mandamentos. Por exemplo: todos precisamos de alimentos, mas, a falta de domínio próprio na alimentação gera o pecado da glutonaria; todos temos necessidades sexuais, porém, a libertinagem sexual e o adultério são pecados que conduzem a perdição eterna.

Romanos12.1-2: Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Nossos corpos são templos do Espírito Santo de Deus (1ª Coríntios 3.16), por esta razão devemos conservá-los santos, perfeitos e imaculados como o cordeiro sacrificial para que possamos experimentar qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

02. Necessidades de poder

Todos temos necessidades de poder e devemos exercê-lo enquanto vivermos, porém, todo o exercício de poder deve estar subordinado a Deus e não a concupiscência (luxúria) dos nossos olhos. 

A concupiscência dos olhos refere-se a um desejo desenfreado pela vaidade de domínio; por exemplo: ver uma roupa ou qualquer outro bem material e desejá-los com ansiedade.

Satanás tentou ao homem Jesus motrando-LHE todos os Reinos do mundo (Lucas 4.5-8), porém, foi derrotado porque os olhos do Mestre estavam fitos no Deus Todo-Poderoso, Aquele que supre todas as nossas necessidades de poder.

O que satanás tem mostrado para você, oferecendo falso poder para que não participe do Poder de Deus?

Quem tem saciado tuas necessidades de poder?

03. Necessidades de reconhecimento

O ser humano tem gastado tudo em benefício do próprio "eu", buscando reconhecimento custe o que custar, esquecendo-se do principio do amor, do serviço no Reino de Deus.

O reconhecimento não reside em mim, mas, em Deus e no próximo, é um derivado daquilo que sou e faço.

Para enganar a necessidade de reconhecimento, o diabo oferece orgulho, inveja, rebeldia e auto-suficiência, que são a soberba da vida.

Na soberba da vida grandes líderes cometem genocídios, falcatruas e corrupções diversas; assim, do maior ao menor líder, danos irreparáveis vão sendo semeados no coração da humanidade.

A soberba da vida é o mal que tem assolado Crentes e não Crentes; intelectuais e incultos; é o estigma do "eu" no auto-reconhecimento, ignorando que o verdadeiro reconhecimento procede de Deus e das pessoas para o indivíduo e não do indivíduo para Deus e as pessoas.

As tuas conversas são um bom identificador; se tudo gira em torno do "EU" o diagnóstico é auto-reconhecimento, ignorando o que Deus e os outros pensam de você e das suas obras. Todavia, Deus reserva uma surpresa, seja sincero, pergunte às pessoas que te cercam e descobrirá que o teu reconhecimento está em baixa.

A soberba da vida é diabólica e mentirosa enganando as pessoas com orgulho, inveja rebeldia e auto-suficiência; é uma constante paixão pela vanglória, vendendo a impressão de que sempre está acima dos outros.

O "EU" a serviço de satanás é um terrível tirano, mas, nas mãos de Deus é um maravilhoso instrumento para a obra Redentora da humanidade.

Quer ser reconhecido? Trabalhe! (Mateus 22.19-21).

Conclusão

A quem você mais ama, Deus ou o mundo?

Quem tem suprido as tuas necessidades, Deus ou satanás?

Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência (desejos impuros); aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente. Filhinhos, já é a última hora; e, como ouvistes que vem o anti-Cristo, também, agora, muitos anti-Cristos têm surgido; pelo que conhecemos que é a última hora - v.17-18.

 

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 15.03.2009 e 14.07.2013 e 11.11.2017.