JESUS ENSINA – Lucas 22.39-46

| 21-04-2015

Neste texto, aparentemente vemos apenas um acontecimento histórico, mas na verdade Jesus deixa um forte ensino sobre a importância da oração.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de mb 4.5).

 

No dia-a-dia olhamos para os animais e vemos que eles têm um sistema de vida perfeita, sabem tudo o que devem fazer e tudo é feito com precisão. Isto porque Deus os criou perfeitos e irracionais, mas nós fomos criados perfeitos e inteligentes, com capacidade de escolha. Esta condição de ser inteligente tanto pode levar o homem por bons caminhos como por maus caminhos, depende da escolha. Por isto que Jesus viveu até o seus últimos momentos deixando ensinos vitais.

Jesus tinha o costume de orar sempre, ensinava e ordenava que os seus seguidores também orassem sempre para não caírem em tentação.

01. Que o Crente deve ter o costume de orar

Se adaptar a maus costumes é fácil porque não exige disciplina, mas ter bons costumes como o costume de orar exige escolher uma vida elevada, visando resultados elevados. Se você costuma orar, terá uma vida elevada aos benefícios da oração; o contrário também é verdadeiro, se você costuma colocar as coisas do mundo em primeiro lugar, também terá sua vida nivelada às misérias mundanas.

V. 39 - E, saindo, foi, como de costume, para o monte das Oliveiras; e os discípulos o acompanharam.

Jesus ensina que devemos ter o costume de orar. O apóstolo Paulo afirma que devemos orar sem cessar (1ª Ts 5.17).

Constantemente, como no tempo de Jesus, repetimos certas orações para demonstrar a nossa gratidão a Deus, mas, para recebermos poder necessitamos ter o costume de ficarmos a sós com Deus diariamente.

Quais são os costumes que você tem, são bons ou maus?

Você tem o costume de orar a sós com Deus?

02. Que o Crente deve depender integralmente de Deus

Para dependermos integralmente de Deus precisamos desenvolver fé porque sem fé é impossível agradarmos a Deus (Hb 11.6). O rei Davi aprendeu a confiar integralmente em Deus, pois, ele confessa: Salmo 37.5-6 - Entrega o teu caminho ao SENHOR, confia nele, e o mais ele fará. Fará sobressair a tua justiça como a luz e o teu direito, como o sol ao meio-dia.

V. 41-44 - Ele, por sua vez, se afastou, cerca de um tiro de pedra, e, de joelhos, orava, dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua. Então, lhe apareceu um anjo do céu que o confortava. E, estando em agonia, orava mais intensamente. E aconteceu que o seu suor se tornou como gotas de sangue caindo sobre a terra.

Note que Jesus se afastou de tudo e de todos, renunciou toda a provisão do mundo, e de joelhos, humilhado, declarou que a sua vontade de nada valia e que desejava fazer somente a vontade de Deus Pai. Quanto mais sufocado pela angustia ficava, mais intensamente orava.

Você tem aprendido esta lição com Jesus?

03. Que a oração dá autoridade contra a tentação

Muitas pessoas querem ser autoridade, todavia será autoridade somente quem tiver autoridade, mas, o que fazer para ter autoridade?

Jesus ordenou aos discípulos orai!

V. 40, 45-46 - Chegando ao lugar escolhido, Jesus lhes disse: Orai, para que não entreis em tentação. Levantando-se da oração, foi ter com os discípulos, e os achou dormindo de tristeza, e disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos e orai, para que não entreis em tentação.

Quer ter autoridade contra a tentação?

Chega de dormir, orai, levantai-vos do dono espiritual, da preguiça, dos medos, da falta de fé e orai.

Orai, para que não entreis em tentação.

Levantai-vos e orai, para que não entreis em tentação.

Conclusão

Jesus veio como salvador e mestre, portanto, como seus discípulos devemos imitá-LO em tudo o que nos ensina.

Jesus veio com um  testemunho maravilhoso, uma proposta maravilhosa, um ensino maravilhoso, mas as pessoas negaram-nO. As pessoas queriam coisas fáceis e multidões continuam com o mesmo pensamento: "seguir a Jesus é muito difícil"; "ele é muito exigente"; "Ele ensina coisas que não dá para obedecer", etc.

Orar não exige técnica ou lindas palavras para ser ouvido por Deus, exige obediência, dependência e santidade no poder do Espírito Santo (Rm 8.26).

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 19.04.2015 - Manhã.