FALSO OU VERDADEIRO - Mateus 5.13-16

Pr. Paulino Cordeiro | 11-11-2010

Essa Palavra de Jesus até parece contraditória, discorrendo a respeito do sal e da luz para expor o papel do verdadeiro Crente.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de 4.12mb).

Jesus, através de sua Palavra, está constantemente alertando sobre os perigos provocados pela infiltração dos "falsos crentes" no meio dos "verdadeiros Crentes", comparando-os a lobos vestidos de ovelhas (Mateus 7.15), a virgens imprudentes (Mateus 25.10-13) e muitas outras advertências.

Precisamos aprender identificar aquilo que é falso ou verdadeiro!

01. O crente como tempero - v. 13 (Lucas 14.34-35)

Ao comparar o Crente com o sal, Jesus está valorizando a missão da Igreja como agente transformador do mundo.

a) O verdadeiro Crente manifesta o equilíbrio moral por onde passa:

Vós sois o sal da terra: O verdadeiro Crente deve ser a presença transformadora neste mundo destemperado, exercendo a influencia do Reino de Deus no meio em que vive.

Apenas a presença de um Verdadeiro Crente é suficiente para manter o equilibrio moral no trabalho, na escola, na família, etc.

Aqui Jesus chama a Igreja de sal da terra, assim, seu papel é de "temperar" os padrões morais da Nação para que não apodreça, pois temos uma terra boa e leis boas, o padrão moral é que está deteriorado.

Bom é o sal; mas, se o sal vier a tornar-se insípido, como lhe restaurar o sabor? Tende sal em vós mesmos e paz uns com os outros - Marcos 9.50 (2ª Co 2.14-15).

Seja o bom tempero de Deus por onde passar!

b) O falso crente gera distúrbios por onde passa:

Se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens.

O sal insípido é a pessoa que se autodenomina crente, porém não busca obedecer à Palavra de Deus, pois, somente pela Palavra alcançaremos a santificação (João 17.17).

O falso crente na verdade é um lobo vestido de ovelha (Mateus 7.15), pois, apenas parece sal, mas, não é sal, está deteriorado e por onde passa é motivo de chacota, gera distúrbios morais e é difamatório contra a Igreja do Senhor Jesus.

Se você está nessa situação, em nome de Jesus, santifique-se e seja o sal da terra, sendo um verdadeiro Crente!

02. O crente como luz - v. 14-16

A luz é fonte geradora de vida para toda a criação, assim como a Igreja deve ser fonte de vida para toda a humanidade.

a) O verdadeiro Crente é a luz do mundo:

Os seguidores de Jesus são a luz do mundo: De novo, lhes falava Jesus, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida - João 8.12.

É por essa razão que Jesus afirma: Vós sois a luz do mundo - v.14a.

Jesus é a Grande Luz que resplandece para desfazer as trevas: O povo que jazia em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região e sombra da morte resplandeceu-lhes a luz - Mateus 4.16.

b) O verdadeiro Crente é luz para a sua casa:

...mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa - v. 15b.

A tua casa está bem iluminada com a luz de Jesus, que há em você, ou está nas trevas porque você não tem sido luz?

c) O verdadeiro Crente manifesta a luz pelas suas boas obras:

Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem ao vosso Pai que está nos céus - v.16.

A ordem é brilhar através de boas, obras para a Glória de Deus!

Isso tem sido uma realidade na tua vida?

d) O falso crente fica escondido "debaixo do alqueire"

...nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire - v. 15a.

O falso crente vive entre os escarnecedores e corruptos praticando, juntamente com eles, as obras das trevas. Tais pessoas dizem ser crentes, porém não ficam num plano elevado, como é próprio dos verdadeiros Crentes, mas, ficam "debaixo do alqueire".

Se você está nessa situação, em nome de Jesus, saia debaixo do alqueire!

Conclusão

O sal é um agente silencioso no seu papel de temperar os alimentos, age sem ser percebido tornando os alimentos agradáveis ao paladar; por outro lado, a luz não se esconde e a todos anuncia o seu papel, está sempre num plano elevado para desfazer as trevas.

O verdadeiro Crente, assemelhando-se ao sal deve ser um humilde agente de transformação no meio em que vive, provocando grandes mudanças sem chamar atenção para si.

O verdadeiro Crente, também se assemelha a luz porque Deus habita nele e Deus é Luz: ...Deus é luz, e não há NELE treva nenhuma - 1ª João 1.5.

Então, se Deus é Luz, todo o verdadeiro Crente deve refletir o caráter de Deus, sendo luzeiro para o mundo que jaz nas trevas da infidelidade e injustiça.

Onde estiver um verdadeiro Crente, o padrão moral é transformado porque ele é o "sal da terra" e as trevas são desfeitas porque ele é a "luz do mundo".

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.  

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - 07.11.2010 - noite.