REALIDADES ESPIRITUAIS - Mateus 26.38-46

Pr. Paulino Cordeiro | 13-04-2008

Dentro de cada ser humano existe um grito de vitória, é um sopro Divino e sobrenatural.

Quando tudo parece perdido há algo que impulsiona para valores nobres e elevados; é o espírito humano, criado à imagem e semelhança de Deus, exigindo vida e vitória.

Todos nós conhecemos muitas histórias de pessoas que repentinamente, em situações de "vida ou morte" têm suas forças multiplicadas; isto é o sopro de Deus se manifestando, o espírito humano, gritando pela vida.

Quando reconhecemos que fomos criados por Deus e aceitamos o Seu grande amor, recebendo o Seu Filho Jesus Cristo como nosso Salvador e Redentor, somos adotados como filhos de Deus e recebemos o Espírito Santo de Deus, que vem e toma conta de todo o nosso ser.

O espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.

01.   A carne é fraca - v.41

Podemos estar muito bem com Deus e com as pessoas, mas a carne é fraca e sempre será fraca, até que sejamos restaurados para a vida eterna com Deus.

A carne é fraca, é pó e voltará ao pó, mas o espírito é de Deus e voltará para Deus: O espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida - João 6.63.  

Somos constituídos de um corpo carnal com cinco sentidos que mandam informações ao nosso cérebro, que é a nossa alma. Cada corpo humano só tem uma vida porque Deus colocou nele um espírito à Sua imagem e semelhança (Genesis 1.16), mas quando Deus retira o espírito o ser humano morre.

Se não aceitarmos o fato de que a carne é fraca, os nossos cinco sentidos (visão, tato, olfato, paladar e audição) estarão alimentando a nossa alma com as mais luxuriosas tentações e não seremos mais que vencedores (Romanos 8.37), seremos escravos do diabo.

A carne é fraca, mas Deus Pai, por meio de Jesus e do Espírito Santo nos dá poder para identificarmos e vencermos as tentações.

02.   Vigie para não ser surpreendido - v.41

Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.

A tentação é um agradável artifício do diabo, que desperta fortes desejos à carne, para que o Crente desvie o olhar do Caminho Verdadeiro e caia no abismo do pecado. 

Só obedece a ordem de Jesus "vigiai" quem aceita a realidade de que a carne é fraca e o diabo é tentador.

Você poderá ser fiel a Deus durante toda a vida, mas, se ignorar a tentação certamente cairá em pecado; será como um motorista de automóvel que, dirige muito bem, porém, distraindo-se por um segundo causa grandes danos a si mesmo e a outros.

Só é surpreendido quem é negligente, pois, Deus coloca dois grandes sinalizadores dentro dos filhos Seus: O Espírito Santo (Romanos 8.9) e a Sua Palavra (Salmo 119.11).

A falta de vigilância pode oferecer surpresas muito desagradáveis, inclusive o fogo do inferno. VIGIAI !!!

Não concorde com a aparência agradável e sedutora da tentação, siga o convite de Jesus: Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder-se ou a causar dano a si mesmo? - Lucas 9.23-25.   

03.   Ore para não ser vencido - v.41

Jesus estava sendo terrivelmente tentado (v.39), a ponto de orar "Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres".

Por mais forte que seja a tentação, se estivermos vigilantes e orando, negaremos a nossa vontade e faremos a vontade do Pai.

Ninguém vence a tentação se não suplicar forças ao Pai; somos fracos, mas o Espírito Santo intercede por nós e nos ensina a orar como convém (Romanos 8.26).

Ore para não ser vencido, ore sem cessar!!!

Orar é a melhor maneira de resistir ao diabo; ele foge (Tg 4.7).

Conclusão

Se não nos convertermos, para o Deus Criador, será apenas um sonho frustrado, pois, Ele nos criou para participarmos de Sua Glória.

Se confiarmos no poder humano seremos destruídos: Assim diz o SENHOR: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do SENHOR! - Jeremias 17:5.

Precisamos enfrentar a realidade espiritual; a carne é fraca, devemos vigiar para não sermos surpreendidos e orar para não sermos vencidos.

Pr. Paulino Cordeiro - 06.04.2008 - noite