Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
JESUS CHAMA AO ARREPENDIMENTO - Lucas 13.6-9 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Arrependimento significa mudança de pensamento e atitudes, passando a ser inimigo do pecado e amigo de Deus.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de Mb 4.5). 

 

Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, Ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento - 2ª Pedro 3.9.

O arrependimento é a chave da salvação, pois, diante de um coração arrependido o Pai ordena a sua benção e libertação.

01. Deus espera arrependimento

Não confunda arrependimento com remorso: Arrependimento é tristeza por ter pecado e ofendido a Deus, buscando o perdão e tomando a decisão de não voltar ao pecado (2ª Coríntios 7.10). Remorso é um angustiante senso de culpa por mal ou crime praticado (Mateus 27.3-5 Judas Iscariotes).

Então, Jesus proferiu a seguinte parábola: Certo homem (uma figura de Deus) tinha uma figueira plantada na sua vinha e, vindo procurar fruto nela, não achou. Pelo que disse ao viticultor: Há três anos venho procurar fruto nesta figueira e não acho; podes cortá-la; para que está ela ainda ocupando inutilmente a terra? - Lucas 13.6-7.

Certo homem: É uma figura de Deus como Senhor de Israel e de toda a terra.

Vindo procurar fruto nela: Nosso Deus é o Deus que tudo vê, Ele olha para o seu povo e procura fruto agradável nele.

Há três anos venho procurar fruto:  Deus deu todo o tempo necessário ao povo de Israel para obedecerem aos mandamentos (frutificar), mas não se arrependeram da sua rebeldia.

Deus continua olhando para as pessoas, com grande amor, esperando encontrar o fruto da obediência com boas obras em cada um.

02. Jesus intercede pelo pecador

 Jesus é o nosso fiel advogado: Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo - 1ª João 2.1.

Você tem tomado posse da intercessão de Jesus?

Ele (o viticultor Jesus), porém, respondeu: Senhor, deixa-a ainda este ano, até que eu escave ao redor dela e lhe ponha estrume - Lucas 13.8.

Deixa-a ainda este ano: É a intercessão de Jesus junto ao Pai. A expressão "este ano" aponta para o Tempo da Graça de Deus no Senhor Jesus - Isaías 63.4: Porque o dia da vingança me estava no coração, e o ano dos meus redimidos é chegado (Isaías 61.2 - Jubileu).

Até que eu escave ao redor dela e lhe ponha estrume: Assim como a figueira precisava de cuidados especiais para produzir frutos, nós sem os cuidados de Jesus perecemos. Assim como aquela figueira, Israel, precisava de cura nós também necessitamos da cura de Jesus (Isaías 53.5).  

Você está sensível ao amor e aos cuidados de Jesus na tua vida? 

03. Deus permite que cada um escolha seu destino eterno

Assim como a figueira, Israel, recebeu todos os cuidados, nós também temos recebido todos os cuidados de Deus; frutificar ou não e isto determinará o nosso destino eterno.

Se vier a dar fruto, bem está; se não, mandarás cortá-la - Lucas 13.9.

Se vier a dar fruto, bem está (João 15.16): Jesus não quer condenar ninguém, quer arrependimento que gera o Fruto do Espírito (Gálatas 5.22-23). Ele mesmo afirma que veio para buscar e salva o perdido (Lucas 19.10).

Você está produzindo fruto, bem está?

Se não vier a dar fruto, mandarás cortá-la: Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo. Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus - Mateus 7.18-21.

Temos o tempo presente para estarmos de bem com Deus porque poderemos morrer ou Jesus voltar, o estado em que nos encontrar será para a vida eterna. O dia do Juízo está próximo, Jesus virá e levará com Ele aquelas pessoas que derem fruto, mas condenará aquelas que não derem fruto.

Se vier a dar fruto, bem está; se não, mandarás cortá-la.

Conclusão

Todas as pessoas querem os benefícios do Reino de Deus, entretanto estes benefícios são somente para os pecadores arrependidos.

Jesus quebra tradições, Jesus é o amor personificado, não se prende a tradições para salvar uma vida. Permita que Ele destrua todas as tradições implantadas na tua alma, arrependa-se.

Quais são as tradições que te aprisionam?

Jesus, suas verdades e seu amor que salva, continuam imutáveis, nosso coração é que precisa mudar. Só temos um jeito, arrependimento e esforço para entrarmos pela única porta estreita, Jesus (Mateus 7.13-14).   

Arrependimento de pecados conduz a confissão de pecados: Se confessarmos os nossos pecados, ELE é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça - 1ª João 1.9.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 17.04.2016 - manhã.

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse Masculino

·Razões para não cairmos na ansiedade
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.027 segundos