Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
CONSEQUÊNCIAS DO DESESPERO – Lucas 24.13-26 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Desespero é o ato ou efeito de desesperar-se; aflição; ânsia; podendo a pessoa ser tomada de ódio ou cólera em momentos de contrariedade, também pode ocorrer crises depressivas. O desespero em si já é um grande mal, mas trás outros malefícios de carona.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de Mb 4.8).

Quando permitimos que o desespero tome conta da nossa mente tudo vai sendo tomado por uma nuvem negra que descarrega chuvas de confusões e desgraças. O desespero é uma porta escancarada para o mal e um convite para o fracasso.

Baseado na conduta dos discípulos, imediatamente após a morte do Senhor Jesus, quero abordar algumas consequências e malefícios do desespero.

01. Confusão Mental

Na confusão mental a pessoa fica muito lenta para pensar; tem dificuldade para tomar decisões e lembrar certas coisas.

A ideia de ficarem sem o Mestre Jesus foi-lhes traumática e do ponto de vista deles era irreparável, pois esperavam viver ao lado do grande rei de Israel, embora Jesus sempre lhes falasse claramente sobre o Reino do Céu ser um Reino sobrenatural e não terreno.

Aconteceu que, enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e ia com eles. Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de o reconhecer - Lucas 24.15-16.

Jesus se aproximou e ia com eles, mas eles não iam com Jesus, pela sua confusão mental estavam impedidos de ter comunhão com o Senhor Jesus. Eles estavam com os olhos nas coisas da terra e ausentes dos Reino do Céu; assim vivem as pessoas confusas, sempre impedidas de identificar as grandes oportunidades da vida.  

02. Preocupação

Preocupação é a ideia fixa e antecipada a respeito de alguma pessoa ou coisa, que perturba a consciência e produz sofrimento do indivíduo e dos que estão ao seu redor.

Então, lhes perguntou Jesus: Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais?- Lucas 24.17a.

Que é isso que vos preocupa? Nós esperávamos que fosse Jesus quem haveria de redimir a Israel (v. 21). Conheciam a verdade, mas estavam distorcendo a verdade.

Estavam muito preocupados consigo mesmos a ponto de darem uma bronca no próprio Jesus (v.18): És o único, porventura, que, tendo estado em Jerusalém, ignoras as ocorrências destes últimos dias?

Lucas 12.22... Eu vos advirto: não andeis ansiosos pela vossa vida (Sl 37.8).

Deixa a ira, abandona o furor; não te impacientes; certamente, isso acabará mal.

Quando a preocupação toma conta da mente de uma pessoa ela fica inquieta e ansiosa, fala muito e quer fazer muitas coisas devido à grande produção de adrenalina. Em função da ansiedade gerada pelas muitas preocupações, não vê os fatos como são e perde muitas bênçãos, assim como aconteceu com os discípulos.

03. Tristeza

A tristeza é um sentimento de nulidade que dói na alma e reflete no corpo, devido a insatisfação pessoal e emocional, se manifestando na forma de males diversos.

"E eles pararam entristecidos - Lucas 24.17b" cheios de autocomiseração, impedindo o fruto do Espírito Santo nas suas vidas (Gálatas 5.22-23).

Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte - 2ª Co 7.10.

Vemos que os discípulos sofreram de tristeza segundo o mundo, pois ficaram arrasados e sem ação, certamente que depois veio-lhes a tristeza segundo Deus para arrependimento. Então podemos concluir que há tristeza para vida e salvação, como também há tristeza para morte e condenação, como foi o caso de Judas Iscariotes.

04. Medo

O medo consciente ou inconsciente surge mediante perigo atemorizante, causando ansiedade e receio. As pessoas que sofrem com medo, em certos momentos, têm uma visão distorcida, como os discípulos que acreditavam estarem vendo um espírito

Falavam ainda estas coisas quando Jesus apareceu no meio deles e lhes disse: Paz seja convosco! Eles, porém, surpresos e atemorizados, acreditavam estarem vendo um espírito - Lc 24.36-37.

"Surpresos e atemorizados": O medo impede ver a benção, pensavam ser uma assombração. No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor - 1ª João 4.18.

Conclusão         

Ora, nós esperávamos que fosse ele quem havia de redimir a Israel; mas, depois de tudo isto, é já este o terceiro dia desde que tais coisas sucederam - Lucas  24.21.

O desespero sempre nasce na interpretação errada da Palavra de Deus, vemos que os discípulos esperavam que Jesus se assentasse no trono de Israel e agora viam a sua esperança sepultada com Jesus. Viam o Senhor Jesus apenas como um profeta. Os judeus aprenderam a interpretar erroneamente as Escrituras, eles esperavam um redentor político, um grande rei para sentar-se no trono de Israel e resolver seus interesses.

Como você tem interpretado as Escrituras?

Como tem visto Jesus?

Ele veio só para resolver seus interesses terrenos ou como teu Salvador?

​Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize - João 14.27.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 08.11.2015 - manhã.

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse Jovem

·Vais aceitar o conselho?
·Não é engraçado?
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.025 segundos