Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
CONDENAÇÃO OU JUSTIFICAÇÃO? – Romanos 5.18 (Pr. Paulino cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Condeno ou justifico? O juiz vive uma crise antes de declarar condenação ou justificação, pois seu maior desejo é fazer justiça. Condena quando o réu não comprova sua inocência e nem há quem assuma a culpa pelo crime, da mesma forma considera o réu justo quando comprova sua inocência ou outra pessoa se apresenta como culpada pelo crime.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de mb 8.0).

A primeira vista, a partir da rebeldia de Adão, toda a humanidade estava condenada, mas, Deus sendo justo juiz criou uma oportunidade através de seu filho Jesus para todos os pecadores arrependidos.

O apelo de Deus é para que todos creiam e assim recebam a vida eterna: Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna - João 3.16.

Deus criou a grande oportunidade para toda a humanidade através de seu filho Jesus, agora cada pessoa será condenada ou justificada pela escolha que fizer.

01. Por uma só ofensa toda a humanidade ficou sob condenação

Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação... Romanos 5.18a.

A condenação vem pela rebeldia a uma ordem superior, muitas vezes é imediata, como no caso de Adão e Eva, outras vezes age silenciosamente como uma doença que consome a pessoa aos poucos até que se arrependa.

E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás - Gênesis 2.16-17.

Ordens são dadas para serem obedecidas e sem questioná-las, pois, ao murmurar contra uma ordem a "serpente" entra com a sua solução maligna.

De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação - Romanos 13.2.

A condenação não vem aleatoriamente sobre uma pessoa, é consequência de rebeldia e oposição à autoridade estabelecida.

Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem - Romanos 1.32.

02. Por um só ato de justiça veio a Graça para a justificação de todos

Justificar é o ato de declarar justo, absolver, inocentar, libertar da culpa imputada.

Assim também, por um só ato de justiça, veio a Graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida - Romanos 5.18b.

Por um só ato de justiça: 2ª Coríntios 5.21 Aquele que não conheceu pecado, ELE o fez pecado por nós; para que, NELE, fôssemos feitos justiça de Deus.

Veio a Graça sobre todos os homens: Romanos 5.20-21

Veio a Justificação que dá vida: Romanos 8.28-31

Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.  Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer.  Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.  Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira - Romanos 5.6-9.

Você está em Cristo, vive em santidade e em tudo o que faz reflete o caráter de Jesus?

Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus - Romanos 8.1.

Deve ser muito triste viver sem nenhuma esperança de vida eterna, sabendo que a cada dia a morte se aproxima.

Agora, porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e, por fim, a vida eterna; porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor - Romanos 3.22-23.

A Justificação em Cristo, também não vem aleatoriamente, é consequência de uma firme decisão reconhecendo a Jesus como Senhor e obedecendo a sua Palavra.

03. Deus respeita o livre arbítrio de cada pessoa

Livre arbítrio é a vontade inteligente que leva as pessoas a tomarem decisões para realizarem obras ruins ou boas. Deus já tomou a decisão de ser o salvador dos pecadores (Lucas 2.10-11), resta que as pessoas aceitem a sua proposta reconciliadora em Cristo (2ª Coríntios 5.18-19).

Colossenses 3.15 Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração (entendimento - alma), à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos.

Deus apresenta aquilo que é bom e o que é ruim, apenas alerta sobre os benefícios e riscos, deixando cada um livre para escolher o que lhe convém; condenação ou justificação.       

Deuteronômio 30.19 - Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te propus a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência.        

Conclusão

Condenação ou Justificação?

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo, assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade - Efésios 1.3-5.

Há dois mil anos Deus decidiu adotar muitos filhos por meio de Jesus Cristo, Ele espera que cada pessoa escolha aceitá-LO como Pai.

Todavia, não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos. O dom, entretanto, não é como no caso em que somente um pecou; porque o julgamento derivou de uma só ofensa, para a condenação; mas a graça transcorre de muitas ofensas, para a justificação. Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da Graça e o Dom da Justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo - Romanos 5.15-17.

Deus no seu imenso amor preparou para cada pessoa apenas um escape infalível da condenação, a Justificação no sangue de seu Filho Jesus.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 24.05.2015 - Manhã.

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse Jovem

·Vais aceitar o conselho?
·Não é engraçado?
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.026 segundos