Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
O FILHO PERDIDO – Lucas 15.11-32 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Antes, Jesus conta a Parábola da Ovelha Perdida (Lucas 15.3-7) e da Dracma Perdida (Lucas 15.8-10), valorizando a importância do arrependimento. Ao contar a Parábola do Filho Perdido (Pródigo) tem por objetivo alcançar o coração dos murmuradores e conduzir pecadores ao arrependimento.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de 6.1mb).

A Igreja daquela época não estava entendendo o grande amor do Pai, nem queriam receber Jesus como único Salvador, pois tinham seus corações endurecidos pela religiosidade: Aproximavam-se de Jesus todos os publicanos e pecadores para o ouvir. E murmuravam os fariseus e os escribas, dizendo: Este recebe pecadores e come com eles - Lucas 15.1-2.

Atitudes são determinantes, somos o resultado daquilo que está na nossa alma. Tudo o que ocupa o nosso pensamento, em algum momento, determinará as nossas atitudes e consequentemente a nossa qualidade de vida.

01.   Atitudes do filho Perdido

Ele era um bom filho, porém passou a alimentar sua mente com péssimos planos, que vieram a determinar sua desgraça. Agora, com a vida arrebentada, volta a realimentar sua alma com bons propósitos que o reconduzirão a vida abundante.

Lucas 15.15-21: Então, ele foi e se agregou a um dos cidadãos daquela terra, e este o mandou para os seus campos a guardar porcos. Ali, desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam; mas ninguém lhe dava nada. Então, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm pão com fartura, e eu aqui morro de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus trabalhadores. E, levantando-se, foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou. E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho.

Humilhado e faminto, sua mente começa a passar por um renovo: Lucas 15.17 - "Caindo em si". Ali, em grande desgraça passou a refletir sobre todos os seus erros reconhecendo-os como a única razão do fracasso, pois havia causado grandes destruição a sua vida espiritual, física e da alma (Rm 12.1-2).

Lucas 15.18-19 - Arrepende-se e decide humilhar-se, confessar o pecado: Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus trabalhadores.

Com esta atitude mental: Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, está entrando em ação o filho arrependido, os demônios escravistas não tem mais autoridade na sua alma.

Lucas 15.20-21 - Agora livre dos verdugos coloca em prática aquilo que decidiu: E, levantando-se, foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou. E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho.

Arrependimento e confissão andam juntos. A confissão que liberta nasce de um sincero arrependimento (Confissão Sl 32.5 e 1a Jo 1.9).

02.   Atitudes do Pai Justo e Compadecido

Lucas 15.20: E, levantando-se, foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou.

- Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou: Estava esperando que o filho voltasse.

- Compadecido dele: O Pai sabe quando o filho está sinceramente arrependido e sente a mesma dor.

- Correndo, o abraçou, e beijou: O pai tem um coração cheio de misericórdia e pronto para perdoar e abençoar.

O filho arrependido estava imundo, maltrapilho,pés sem sandálias e o Pai ordena-lhe uma restauração completa: Lucas 15.22-24: O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se.

- Pecado: Roupa rasgada, imundícia, pés no chão.

- Justiça de Deus: Tira a roupa imunda e põe a melhor roupa, roupa nova. Quando você confessa o pecado é revestido da justiça de Deus.

- Anel no Dedo: restauração da aliança e autoridade. Já não é mais um maltrapilho, é um príncipe com Deus.

- Calcados nos pés: Anda conforme a Palavra e confia na pregação do evangelho. Ef 6.15;  Is 52.7.

- Comamos e alegremo-nos: Restaura a alegria.

Isaías 1.18-19: Vinde, pois, e arrazoemos (raciocinar), diz o SENHOR; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã. Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.

03.   Atitudes do Filho mais Velho

O filho mais velho representa atualmente o Crente que justifica a si mesmo, ritualista, egoísta, exclusivista e tomado por espírito de religiosidade.

Lucas 15.25-30: Ora, o filho mais velho estivera no campo; e, quando voltava, ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças. Chamou um dos criados e perguntou-lhe que era aquilo. E ele informou: Veio teu irmão, e teu pai mandou matar o novilho cevado, porque o recuperou com saúde. Ele se indignou e não queria entrar; saindo, porém, o pai, procurava conciliá-lo. Mas ele respondeu a seu pai: Há tantos anos que te sirvo sem jamais transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos; vindo, porém, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens com meretrizes, tu mandaste matar para ele o novilho cevado.

Jesus estava procurando, na figura do filho mais velho, abrir o entendimento dos seus ouvintes. O filho mais velho representava Israel como nação exclusiva de Deus e julga que Deus é exclusivamente seu. Assim agem muitos Crentes, julgam-se os melhores do Reino de Deus e que Deus está a seu serviço, não respeitam as autoridades.

O filho mais velho se considera tão bom e justo a ponto de julgar o Pai e desonrá-lo.

Conclusão

Quando um pecador se arrepende há festa no Céu:

Lucas 15.7 - Digo-vos que, assim, haverá maior júbilo no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.

Lucas 15.10  Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.

Jesus deixa bem claro que apenas bom comportamento e tradições não salvam ninguém: Jesus quer pecadores arrependidos: Lucas 15.31-32: Então, lhe respondeu o pai: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é meu é teu. Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado.

Precisamos compreender que com o Pai temos vida abundante e feliz, é um alegre banquete (Ap 3.20).

A vida sem Deus conduz a perdição, é tempo de fome e miséria e força as pessoas a se agregarem a poderes que escravizam.

Nunca queira estar na condição de filho perdido, sim na condição de filho arrependido.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada.   Sermão compartilhado em 14.09.2014 - Noite.

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse de Filhos

·Tem Pão Velho?
·Deus quer tudo!!!
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.026 segundos