Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
ÚLTIMOS ENSINOS DE JESUS – Lucas 22.66 a 23.25 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Neste texto, aparentemente vemos um fato histórico, mas na verdade Jesus deixa registrado os Seus últimos ensinos, expressados com obediência e autoridade.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de 5.6mb).

Jesus escolheu obedecer ao Pai e permitir que se cumprissem NELE todas as profecias a respeito da obra redentora.

Tudo era contra Jesus, mas as autoridades não ousaram julgá-LO, pelo contrário, embora zombeteiramente, O intitularam Rei dos Judeus. Será que esta atitude teria sido uma tentativa de satanás para frustrar o cumprimento das profecias? Certamente se cumpriram todas as profecias.

Jesus veio ensinar que nenhum plano de Deus pode ser frustrado.   

Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado - Jó 42.2.

01. Jesus ensina que recebeu o governo de tudo e de todos

Isaías 9.6: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

 V. 66-71 - Jesus estava perante o Sinédrio para ser julgado, mas ELE julgou e as "autoridades" do povo de Deus concordaram: Logo que amanheceu, reuniu-se a assembleia dos anciãos do povo, tanto os principais sacerdotes como os escribas, e o conduziram ao Sinédrio, onde lhe disseram: Se tu és o Cristo, dize-nos. Então, Jesus lhes respondeu: Se vo-lo disser, não o acreditareis; também, se vos perguntar, de nenhum modo me respondereis. Desde agora, estará sentado o Filho do Homem à direita do Todo-Poderoso Deus. Então, disseram todos: Logo, tu és o Filho de Deus? E ele lhes respondeu: Vós dizeis que eu sou. Clamaram, pois: Que necessidade mais temos de testemunho? Porque nós mesmos o ouvimos da sua própria boca.

Deus anunciou o Governo de Jesus pela boca dos profetas, agora Jesus confirma com suas próprias palavras e os inimigos concordam.

Daniel 7.13-14: Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha com as nuvens do céu um como o Filho do Homem, e dirigiu-se ao Ancião de Dias (Deus eterno), e O fizeram chegar até ELE. Foi-lhe dado domínio, e glória, e o reino, para que os povos, nações e homens de todas as línguas o servissem; o seu domínio é domínio eterno, que não passará, e o seu reino jamais será destruído.

 Jesus, após a ressurreição apresentou-se aos discípulos e confirmou o seu governo: Toda a autoridade me foi dada no Céu e na Terra (Mt 28.18).

 Você tem sido um bom cidadão do Reino de Deus?

02. Que até os incrédulos reconhecem a pureza e autoridade de Jesus - Não vejo neste homem crime algum

 Todo o ser humano é inteligente e até o incrédulo sabe diferenciar o puro do impuro, vemos isto na atitude de Pilatos.

 Lucas 23.1-7: Levantando-se toda a assembleia, levaram Jesus a Pilatos. E ali passaram a acusá-LO, dizendo: Encontramos este homem pervertendo a nossa nação, vedando pagar tributo a César e afirmando ser ele o Cristo, o Rei. Então, lhe perguntou Pilatos: És tu o rei dos judeus? Respondeu Jesus: Tu o dizes. Disse Pilatos aos principais sacerdotes e às multidões: Não vejo neste homem crime algum. Insistiam, porém, cada vez mais, dizendo: Ele alvoroça o povo, ensinando por toda a Judéia, desde a Galiléia, onde começou, até aqui. Tendo Pilatos ouvido isto, perguntou se aquele homem era galileu. Ao saber que era da jurisdição de Herodes, estando este, naqueles dias, em Jerusalém, lho remeteu.

 Pilatos reconheceu a pureza de Jesus: Não vejo neste homem crime algum. Na verdade Pilatos ficou extremamente confuso, pois estava diante da santidade e autoridade do Messias prometido. Apavorado tratou de transferir a responsabilidade ao Rei Herodes.

 Como você tem se comportado diante da pureza e autoridade de Jesus?        

03. Que Jesus não veio para agradar a homens com milagres

 Como o Rei Herodes, multidões de pessoas e autoridades querem apenas ver os sinais e milagres de Jesus, mas negam sua pureza e autoridade.

 Lucas 23.8-12: Herodes, vendo a Jesus, sobremaneira se alegrou, pois havia muito queria vê-lo, por ter ouvido falar a seu respeito; esperava também vê-lo fazer algum sinal. E de muitos modos o interrogava; Jesus, porém, nada lhe respondia. Os principais sacerdotes e os escribas ali presentes o acusavam com grande veemência. Mas Herodes, juntamente com os da sua guarda, tratou-o com desprezo, e, escarnecendo dele, fê-lo vestir-se de um manto aparatoso, e o devolveu a Pilatos. Naquele mesmo dia, Herodes e Pilatos se reconciliaram, pois, antes, viviam inimizados um com o outro.

Herodes se alegrou, queria apenas uma demonstração do sobrenatural de Jesus e nada conseguindo desprezou-O, mas colocou sobre Ele uma capa de Rei. Seria ironia ou cumprimento das profecias? Fugiu da responsabilidade e devolveu-O para Pilatos.

04. Que todas as autoridades se curvam diante de Jesus

Houve um grande "empurra-empurra" de autoridade para autoridade, ninguém quis julgar o Messias. Para se cumprirem as profecias o próprio povo de Deus O condenou.

Jesus voltou para Pilatos que outra vez não O julgou. Aparentemente estava cheio de compaixão, mas na verdade estava diante da maior Autoridade e não sabia como lidar, por isto preferiu lavar as mãos:

Lucas 23.13-22: Então, reunindo Pilatos os principais sacerdotes, as autoridades e o povo, disse-lhes: Apresentastes-me este homem como agitador do povo; mas, tendo-o interrogado na vossa presença, nada verifiquei contra ELE dos crimes de que o acusais. Nem tampouco Herodes, pois no-lo tornou a enviar. É, pois, claro que nada contra ele se verificou digno de morte. Portanto, após castigá-lo, soltá-lo-ei. E era-lhe forçoso soltar-lhes um detento por ocasião da festa. Toda a multidão, porém, gritava: Fora com este! Solta-nos Barrabás! Barrabás estava no cárcere por causa de uma sedição na cidade e também por homicídio. Desejando Pilatos soltar a Jesus, insistiu ainda. Eles, porém, mais gritavam: Crucifica-o! Crucifica-o! Então, pela terceira vez, lhes perguntou: Que mal fez este? De fato, nada achei contra ele para condená-lo à morte; portanto, depois de o castigar, soltá-lo-ei.

Lucas 23.23-25: Mas eles (o povo Judeu) instavam com grandes gritos, pedindo que fosse crucificado. E o seu clamor prevaleceu. Então, Pilatos decidiu atender-lhes o pedido. Soltou aquele que estava encarcerado por causa da sedição e do homicídio, a quem eles pediam; e, quanto a Jesus, entregou-O à vontade deles (Principais sacerdotes, escribas e o povo Judeu).

...e quanto a Jesus, entregou-O à vontade deles. Nenhuma autoridade romana quis julgá-LO, mas o próprio "povo de Deus" O condenou a morte.

Acima de tudo vemos que nenhum Plano de Deus pode ser frustrado, tudo tinha que ser cumprido conforme as profecias: Is 53; Lucas 3.15-20 e muitas outras profecias.

E você, tem se curvado diante da autoridade de Deus e do Senhor Jesus?   

Conclusão

João 1.11: Veio para o que era seu, e os seus não O receberam.

Jesus veio com uma proposta maravilhosa, um ensino maravilhoso, mas as pessoas negaram-nO.

Multidões de pessoas continuam pensando como aqueles judeus, traindo a Jesus e obedecendo às trevas e como resultado muitos estão indo para o inferno.

João 10.9-11: Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem. O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 18.05.2014 - Noite.

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse de Comunhão

·CONFIANÇA - Salmo 20.6-8 (Pr. Paulino Cordeiro)
·O TAMANHO DO AMOR DE DEUS - Rm – 8.24-39 (Pr. Paulino Cordeiro)
·GRANDE TROCA - Hebreus 12.1-13 (Pr. Paulino Cordeiro)
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.026 segundos