Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
FIDELIDADE – Daniel 6.1-14 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

É uma qualidade do caráter das pessoas, quem é fiel sempre será honesto.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 -(tamanho de 2.95mb).

Quando você vai ao cartório para reconhecer uma assinatura pode optar reconhecê-la por semelhança ou por autenticidade. Em se tratando de fidelidade sempre deverá ser reconhecida como autentica, caso contrário será apenas cumplicidade.

Escolher ser fiel é estar sempre no lucro moral e espiritual. Não confunda fidelidade com cumplicidade; a fidelidade sempre estará acompanhada de honestidade e de vitória ao passo que a cumplicidade não estará acompanhada de honestidade, apenas estará em vista um interesse comum.

01. A pessoa fiel a Deus se distingue entre os outros - v. 3

Então, o mesmo Daniel se distinguiu destes presidentes e sátrapas, porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava em estabelecê-lo sobre todo o reino.

Daniel se distinguiu porque nele havia um espírito excelente (sabedoria, inteligência), ou seja, se destacou sobre todos porque era fiel ao Deus Todo-Poderoso e ao Rei Dario. Sendo fiel reconhecia os princípios de autoridade e era honesto em tudo o que fazia.

Daniel foi luz lá naquele Império de trevas e nós também somos chamados para sermos luz e destruirmos o império das trevas: Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus - Mateus 5.14-16.

02. A pessoa fiel a Deus sempre terá inimigos - v. 4-5

Então, os presidentes e os sátrapas procuravam ocasião para acusar a Daniel a respeito do reino; mas não puderam achá-la, nem culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum erro nem culpa. Disseram, pois, estes homens: Nunca acharemos ocasião alguma para acusar a este Daniel, se não a procurarmos contra ele na lei do seu Deus.

Precisamos sempre lembrar de que, se formos fieis a Deus, os nossos inimigos na verdade são inimigos de Deus e não precisamos nos levantar contra eles, o próprio Deus se levantará contra eles (Daniel 6.19-28).  

Daniel foi lançado na cova dos leões e obteve a fidelidade de Deus, sendo que as feras se converteram em "gatinhos" ao seu redor, pois o Deus Fiel estava com ele.      

Depois, estas mesmas feras devoraram todos os inimigos de Daniel: Ordenou o rei, e foram trazidos aqueles homens que tinham acusado a Daniel, e foram lançados na cova dos leões, eles, seus filhos e suas mulheres; e ainda não tinham chegado ao fundo da cova, e já os leões se apoderaram deles, e lhes esmigalharam todos os ossos - v.24.

03. A pessoa fiel a Deus quebra a lógica humana - v. 6-9

Então, estes presidentes e sátrapas foram juntos ao rei e lhe disseram: Ó rei Dario, vive eternamente! Todos os presidentes do reino, os prefeitos e sátrapas, conselheiros e governadores concordaram em que o rei estabeleça um decreto e faça firme o interdito que todo homem que, por espaço de trinta dias, fizer petição a qualquer deus ou a qualquer homem e não a ti, ó rei, seja lançado na cova dos leões. Agora, pois, ó rei, sanciona o interdito e assina a escritura, para que não seja mudada, segundo a lei dos medos e dos persas, que se não pode revogar. Por esta causa, o rei Dario assinou a escritura e o interdito.

Diante de tanta cumplicidade dos presidentes do reino de Dario, prefeitos e sátrapas, conselheiros e governadores, não seria lógico Daniel suspender suas orações, a vista dos seus inimigos, por apenas trinta dias?

Sim, seria lógico Daniel orar escondido por apenas durante trinta dias, mas deixaria de estar sendo fiel a Deus, pois orar três vezes ao dia, voltado para o Templo de Jerusalém, era um ato de profundo amor e respeito a Deus.

Muitos Crentes estão se perdendo por preferirem dar um "jeitinho" nos Mandamentos de Deus; estão racionalizando a Palavra de Deus e deixando de ser fieis.

Muitos Crentes estão deixando de ir a Igreja, de ler a Bíblia, de orar..., estão seguindo a razão humana e não aos Mandamentos de Deus; estão se perdendo.    

04. A pessoa fiel a Deus é autentica e reconhecida - v. 10-14

Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa e, em cima, no seu quarto, onde havia janelas abertas do lado de Jerusalém, três vezes por dia, se punha de joelhos, e orava, e dava graças, diante do seu Deus, como costumava fazer (1º Reis 8.41-43 e 2º Crônicas 6.34-35)... Tendo o rei ouvido estas coisas, ficou muito penalizado e determinou consigo mesmo livrar a Daniel; e, até ao pôr-do-sol, se empenhou por salvá-lo.

Daniel foi abençoado por Deus e reconhecido pelo Rei Dario porque decidiu ser autenticamente fiel. Ele honrava ao Rei Dario e fazia tudo com excelência, pois tinha o fruto do Espírito (Gl 5.22), por esta razão o Rei honrou-o e também honrou ao seu Deus (Daniel 6.26-27).  

A sociedade humana está carente de filhos e filhas de Deus autenticamente Crentes.

Daniel se curvava diante de Deus sem preocupar-se com os inimigos, era Crente autentico, e você tem demonstrado fidelidade a Deus em casa e por onde passa? 

Conclusão 

Fidelidade é Fruto do Espírito Santo de Deus, mas, ELE só frutifica onde tem liberdade. Vemos que Daniel dava total liberdade para a obra de Deus na sua vida, pois se santificava e obedecia a todos os Mandamentos de Deus. Foi fiel a lei humana enquanto não interferia na Lei de Deus.

Tomamos como exemplo de fidelidade o Crente Daniel, mas, não podemos perder de vista que o nosso maior exemplo de fidelidade é o nosso SENHOR e Salvador Jesus, pois, ELE foi fiel até a morte e morte de cruz (Filipenses 2.8).

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.  

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - 27.03.2011 - noite.

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse Jovem

·Vais aceitar o conselho?
·Não é engraçado?
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.025 segundos