Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
PURIFICAÇÃO DA ALMA – 1ª Pedro 1.22-25 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

A Purificação da Alma tem sido uma busca incansável da humanidade, visando alento e conforto para a consciência inteligente.

 (Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 -  tamanho de 2.7Mb)


Sabemos que nesta busca pela purificação da alma existem práticas místicas e até absurdas, espalhadas pelo mundo inteiro, entretanto, quero esclarecer este assunto fundamentado exclusivamente na Bíblia, a Palavra de Deus.

A origem de todas as riquezas ou pobrezas está na nossa alma, pois, só podemos tirar daquilo que foi depositado ou só poderemos colher daquilo que foi semeado (Gálatas 6.7-8).

01. Pela obediência a Verdade

Tendo purificado a vossa alma (mente/coração), pela vossa obediência à verdade.

O Apóstolo Pedro destaca a purificação da alma pela obediência a verdade; por quê? Fica evidente que naquele tempo já existiam maneiras falsas que prometiam a purificação da alma, práticas abomináveis que causavam perdição e danos a humanidade. Então, só temos um caminho, obedecermos a Verdade que é a Palavra de Deus (João 31-32).

A purificação da alma pela obediência a verdade é uma exigência de Deus: Andareis após o SENHOR, vosso Deus, e a ele temereis; guardareis os seus mandamentos, ouvireis a sua voz, a ele servireis e a ele vos achegareis - Deuteronômio 13.4.

A purificação da alma consiste de obedecer a Jesus Cristo: Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão. - 2ª Coríntios 10.4-6.

Obedecer é melhor que oferecer sacrifícios: Porém Samuel disse (a Saul): Tem, porventura, o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros.  Porque a rebelião (desobediência) é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação (teimosia) é como a idolatria e culto a ídolos do lar. Visto que rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei - 1º Samuel 15.22-23.

Jesus Cristo é o maior modelo de obediência: Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço. - João 15.10

Cuidado, a quem você está obedecendo?! Não sabeis que daquele a quem vos ofereceis como servos para obediência, desse mesmo a quem obedeceis sois servos, seja do pecado para a morte ou da obediência para a justiça? Mas graças a Deus porque, outrora, escravos do pecado, contudo, viestes a obedecer de coração à forma de doutrina a que fostes entregues; e, uma vez libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça - Romanos 6.16-18 (1ª Pedro 1.2). 

02. Pelo amor fraternal sincero

O amor fraternal acontece somente entre filhos do mesmo Pai, é próprio de irmãos, portanto é indispensável para a purificação e o desenvolvimento das nossas almas. Nós amamos porque Deus nos amou primeiro (1ª João 4.19-20) e o amor de Cristo nos constrange a vivermos o amor fraternal sincero (2ª Coríntios 5.14).

O amor é a principal virtude no caráter Cristão, manifestado como Fruto do Espírito (Gálatas 5.22-23), sendo o alicerce para a manifestação de todos os Dons do Espírito Santo de Deus (1ª Coríntios capítulos 12-14). À medida que crescemos na vida Cristã, também crescemos no amor e nos tornamos semelhantes a Cristo (João 13.34-35; 15.12-13).

Tendo em vista o amor fraternal não fingido.

Pedro conhecia muito bem o amor fraternal sincero e o fingido, ele próprio, muitas vezes deixou de cumprir o compromisso do amor sincero; também conhecia o extremo do amor fingido, pois, Judas usou do beijo fraternal, no rosto, para entregar Jesus (Mateus 26.48).

No tocante ao amor fraternal, não há necessidade de que eu vos escreva, porquanto vós mesmos estais por Deus instruídos que deveis amar-vos uns aos outros - 1ª Tessalonicenses 4.9 (Hebreus 13.1).

Há muitas pessoas confundindo amor fraternal sincero com promiscuidade espiritual e até pensam ser possível a comunhão da luz com as trevas (2ª Coríntios 6.14).

03. Amando de coração e ardentemente

Na Bíblia, muitas vezes o coração é usado como sinônimo de cérebro, sede da intelectualidade, das emoções, dos sentimentos, ou seja, é uma palavra para designar a alma. Não confunda alma com espírito humano, a alma está ligada ao material, mas o espírito é sobrenatural, é o sopro de Deus no ser humano e volta a Deus (Eclesiastes 12.7).

Amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente.

O substantivo "coração" refere-se à inteligência e ardentemente descreve a obra purificadora pelo fogo do Espírito Santo de Deus, portanto, a nossa maior ambição deve ser este amor fraternal que purifica a nossa vida e a vida dos nossos irmãos.

Amai-vos cordialmente (inteligentemente) uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros - Romanos 12.10.

Você é mentiroso? Mentiroso é quem diz que ama e não busca ardentemente viver em comunhão. Tem havido comunhão na Igreja, na família, com os seus pais?

Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. Ora, temos, da parte dele, este mandamento: que aquele que ama a Deus ame também a seu irmão - 1ª João 4.20-21.         

Conclusão

Vocês desejam ter a mente (alma/coração) pura? 

Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus - Romanos 12.2. 

E a Paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus. Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento - Filipenses 4.7-8.

Pr. Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - 02.05.2010 - noite.

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse Familiar

·Estudo 07 - Salvação - O que significa Salvação na Bíblia
·Estudo 06 - Salvação - O que significa Salvação na Bíblia
·Estudo 05 - Salvação - O que significa salvação na Bíblia
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.036 segundos