Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
VIVENDO EM COMUNHÃO - 1ª Coríntios 12 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Nossos irmãos, no início da Igreja Apostólica, no idioma Grego, definiam comunhão com a palavra Koinonia que resume a idéia de "associação para o bem".

Pertencemos uns aos outros quando nos posicionamos na comunhão dos santos. Comandados por Cristo nos associamos para o bem, mantemos comunhão uns com os outros e com Deus Pai.

01. Todos nós somos usados por Deus - v.7-11; 14-20; 28-30

Deus estabeleceu uma ordem na Igreja, sendo Cristo a Cabeça, depois os Ministérios e por último os Dons.

a)Ministérios são para dar direção nos serviços da Igreja:

A uns estabeleceu Deus na igreja, primeiramente, apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois... - v.28-30 e Efésios 4.11-12.

E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo - Ef 4.11-12.

b) Dons são serviços para suprir as necessidades da Igreja:

Primeiramente precisamos entender que todos somos soldados e como tais devemos cumprir ordens, pois, somos treinados para este fim, recebendo a capacitação por meio de Dons - v.7-11 e 14-20.

Nos versículos 7-11 vemos a relação dos Dons básicos, mas o Espírito Santo distribui muitos outros Dons conforme a necessidade local (At 20.35; Rm 12.8; 1ªCo 12.28; 2ªTm 2.2-16)

Nos versículos 14-20 vemos que Deus capacita a todos para que cada um contribua com algum serviço: Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. Se disser o pé: Porque não sou mão, não sou do corpo; nem por isso deixa de ser do corpo. Se o ouvido disser: Porque não sou olho, não sou do corpo; nem por isso deixa de o ser. Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde, o olfato? Mas Deus dispôs os membros, colocando cada um deles no corpo, como lhe aprouve. Se todos, porém, fossem um só membro, onde estaria o corpo? O certo é que há muitos membros, mas um só corpo.

02. Vivendo em unidade, sem acepção - v.21-23

Assim como todos os membros do corpo são importantes para a sobrevivência, todos os verdadeiros Crentes são de igual valor, na Igreja, para a obra de Deus.

Na Igreja do SENHOR Jesus, rasgamos os diplomas e nos transformamos em serviçais, cada um trabalhando naquilo que o Espírito Santo capacitou, obedecendo aos princípios de autoridade estabelecidos por Deus.

Não podem os olhos dizer à mão: Não precisamos de ti; nem ainda a cabeça, aos pés: Não preciso de vós. Pelo contrário, os membros do corpo que parecem ser mais fracos são necessários; e os que nos parecem menos dignos no corpo, a estes damos muito maior honra; também os que em nós não são decorosos revestimos de especial honra - v.21-23.

a) Convivendo com pessoas diferentes, mas em unidade - v.12:

Ora,assim como o corpo é uma unidade, embora tenha muitos membros, e todos os membros, mesmo sendo muitos, formam um só corpo, assim também com respeito a Cristo.

b) Convivendo com pessoas diferentes, mas em igualdade - v.13:

Pois em um só corpo todos nós fomos batizados em um único Espírito: quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um único Espírito.

03. Pertencemos uns aos outros - v.24-26

Mas os nossos membros nobres não têm necessidade disso. Contudo, Deus coordenou o corpo, concedendo muito mais honra àquilo que menos tinha, para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros. De maneira que, se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam. Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo.

Conclusão

Só viverei a verdadeira comunhão como filho ou filha de Deus se aplicar estes princípios no meu comportamento diário.

Jesus tomou a forma humana e morreu na cruz para restaurar a comunhão entre os Crentes e com Deus. Foi por esta razão que Ele, na última Páscoa, ordenou que a Santa Ceia fosse celebrada sempre, em Sua honra, até o dia do Juízo Final.

Para refrescar a nossa memória, Ele instituiu que o pão representaria a Sua carne rasgada na cruz e o vinho representaria o Seu sangue derramado para selar a Nova Aliança.

Pr. Paulino Cordeiro - 03.08.2008 - noite

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por Paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse de Filhos

·Tem Pão Velho?
·Deus quer tudo!!!
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.029 segundos