Comunidade Evangélica Família Abençoada - CEFA  Pastores Paulino e Roseli Cordeiro
 Seja bem-vindo!Interesses |10 Mais | Buscar em  
 
CEFA
Quem somos?
Origem
Destino
Valores
Contato e Localização
Programação
 

 
Pastorais
Mensagens
Conselhos do Pastor
Estudos
Cuidados espirituais
Testemunhos
Sermões
 

 
Atividades
Cultos
Curso Para Casais
Grupos Familiares
Discipulado
Outras
 

 
Interesses
Feminino
Masculino
Jovem
Casamento
Infantil
Comunhão
Filhos
Família
 

  
 
 

 
ORAÇÃO FORTE - Ex 33.12-23 (Pr. Paulino Cordeiro)
Sermão
Interesse de Comunhão

Foi uma época difícil para Moisés. O povo era difícil de liderar. O Senhor chamou os filhos de Israel de "povo de dura cerviz", isto é, quem tem a coluna cervical dura não inclina a cabeça para frente, não se humilha, é o famoso "pescoço duro". Que Moisés podia fazer?

Ele fez a única coisa que todos os filhos de Deus devem fazer, suplicou pela Glória de Deus sobre ele e seu povo: Então ele (Moisés) disse: Rogo-Te que me mostres a Tua Glória - v.18.

Oração forte, por quê? Orar é declarar que nada podemos sem Deus, é curvar a cerviz e humilhar-se diante de Deus. A oração é forte porque o Espírito Santo intercede, caso contrário, nem é oração.

Estejamos aprendendo mais um pouco com a oração forte do irmão Moisés:

01. É feita com total dependência de Deus - v.12 e 15-17

 leva todas as suas dificuldades à presença de Deus: Disse Moisés ao SENHOR: Tu me dizes: Faze subir este povo, porém não me deste saber a quem hás de enviar comigo... Se a tua presença não vai comigo, não nos faças subir deste lugar. Pois como se há de saber que achamos graça aos teus olhos, eu e o teu povo? Não é, porventura, em andares conosco, de maneira que somos separados, eu e o teu povo, de todos os povos da terra? Disse o SENHOR a Moisés: Farei também isto que disseste; porque achaste graça aos meus olhos, e eu te conheço pelo teu nome.

Para Moisés estava bem definido que seria tudo por Deus e nada sem Deus. Moisés aprendeu a colocar todas as suas necessidades na presença de Deus porque assim diz a Palavra: Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conheci­das, diante de Deus, as vossas petições; pela oração e pela súplica, com ações de graças - Fp. 4:6.

02. Demonstra um ardente desejo de conhecer e agradar a Deus - v.13

Conforme v.13, ele diz ao Senhor que deseja conhecê-Lo melhor e compreender os seus caminhos para achar Graça. Lembra-Lhe que o povo de Israel é o seu povo e que está a serviço dele.

O salmista também expressa este ardente desejo: Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno - Salmo 139.23-24.  

03. Na oração forte recebemos as promessas de Deus - v.14 

Respondeu-lhe Deus: A minha presença irá contigo, e eu te darei descanso - v.14.

Jesus, porém, lhes respondeu: ... se tiverdes fé e não duvidardes ... tal sucederá; e tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis - Mateus 21.21-22.

04. A oração forte tem propósito de ver a Glória de Deus - v.18

Moisés teve a intrepidez e a confiança de fazer a oração certa: Rogo-te que me mostres a tua glória. A palavra hebraica "SHEKINÁ" traduzida por glória significa presença.

O ardente desejo de ver a Glória de Deus é uma dependência total da Pessoa e do Poder de Deus. Era essa a maior necessidade de Moisés, pois, com a presença gloriosa de Deus, ele poderia todas as coisas.

A Glória de Deus na vida de Moisés foi tão forte que o seu rosto resplandecia - Ex 34:29-35.

Conclusão:

Todos nós precisamos viver uma comunhão intensa com o Senhor; andar em total dependência de Deus; sempre com um ardente desejo de conhecer e agradar a Deus, pois só assim receberemos as Suas promessas e veremos a Sua Glória.

A oração que anseia pela Glória de Deus sempre é respondida, e a resposta sempre é a solução perfeita da nossa necessidade.

Toda a oração que não nos leva à presença de Deus não é oração. Mais do que respostas, precisamos da resposta; a manifestação da glória de Deus.

 

                     Pr. Paulino Cordeiro - 22.07.2007 - noite

 

 
Links relacionados
· Mais sobre Interesse de Comunhão
· Notícias por paulino


Mais lidos: Interesse de Comunhão:
A IMPORTÂNCIA DA CEIA DO SENHOR - Marcos 14.22-26 (Pr. Paulino Cordeiro)

 

 
Opções

 Imprimir  Imprimir

 Enviar para alguém  Enviar para alguém

 

 
Hoje!
Não há histórias publicadas hoje.
 

 
Clique!









 

 
Já leu?

Interesse Familiar

·Estudo 07 - Salvação - O que significa Salvação na Bíblia
·Estudo 06 - Salvação - O que significa Salvação na Bíblia
·Estudo 05 - Salvação - O que significa salvação na Bíblia
 

Certificado de registro da marca processo n.: 904102963
Todas as mensagens devem citar a fonte. Fale conosco antes de divulgar.
(41)3078-7940 / 8418-2586 cefa@familiaabencoada.org.br

Site baseado no software livre PHP-Nuke - Tempo para gerar esta página: 0.023 segundos