Expectativas Divinas – Isaías 5.1-7

| 11-12-2006

Todos nós cultivamos expectativas: Os jovens têm mil expectativas esperando serem felizes. Os estudantes se dedicam na expectativa da aprovação. Os idosos também têm suas expectativas O agricultor lança a semente na expectativa da colheita.

Deus também possui expectativas em relação a nós, que somos seus filhos. Esta parábola (em forma de cântico) revela este fato de modo muito claro e inclui ensinos indispensáveis à nossa vida cristã. Quero destacar três ensinos presentes neste texto.

01. O investimento de Deus foi fantástico - v.1b,2a,4a

O investimento do proprietário é fantástico. Trata-se de um solo fértil numa encosta ensolarada que foi revolvido e livre das pedras. Foram usadas as melhores mudas, construídas uma torre para a sentinela e um lagar (o que dramatiza a expectativa). Foram criadas todas as condições para que a vide frutificasse. Houve um grande investimento, por isso era justo esperar uma boa colheita.

Pense em todo o investimento que Deus tem feito em você, em sua vida.... Deus tem preparado o solo da tua vida... tem dado o sol do seu amor... tem revolvido as pedras do teu caminho... tem colocado a Bíblia na tua mão... tem mandado pessoas com o propósito de pregar a Palavra da Salvação ao teu coração... estabeleceu uma torre de alerta no teu coração (o Espírito Santo).É JUSTO DEUS ESPERAR UMA BOA COLHEITA!

Avalie tudo o que o Senhor lhe tem dado em termos de recursos e oportunidades. Você está correspondendo a todo esse investimento?

02. Nossas atitudes frustram a boa colheita - v.2b,3,4

O texto revela a frustração do vinhateiro. Pior do que não produzir, a vinha deu uvas bravas (pequenas, amargas, talvez venenosas). Assim o profeta denuncia o fracasso da nação quanto às expectativas de Deus. No verso sete há um jogo de palavras: Deus esperando uma coisa, e o povo fazendo exatamente o contrário.

O Brasil Celebra a chamada semana santa... será que a nossa Pátria se assemelha à vinha que produz boas uvas ou uvas ruins e venenosas? Se olharmos à nossa volta nos assustaremos com as injustiças sociais... Não está muito diferente da nação de Israel - fracasso! Maior ainda?

Crianças abandonadas... menores prostituídas e gerando filhos sem futuro... velhos abandonados... trabalhadores sendo explorados até por crentes.

A maioria absoluta fala de uma semana santa: Jesus, que Jesus? Ou o coelhinho da páscoa?

Deus não precisa de semana santa, mas de pessoas santas! Quantas pessoas hoje estão frustrando o Senhor através de suas atitudes erradas, através de uma vida comprometida com o pecado? Não pode ser assim!

Deus tenha misericórdia da nossa nação e de todos nós que na maioria das vezes somos omissos...preferimos ficar construindo panelinhas de crentes e belas igrejas... não, não pode ser assim! vamos clamar a Deus por uma nação Santa... e um povo missionário no poder do Espírito Santo... Vamos agir como Esdras e Neemias sendo reconstrutores da nação no Poder do Espírito Santo.

03. Quando frustramos expectativas de Deus pagamos um alto preço - v.5-7:

Que farei eu da minha vinha? A resposta é uma sentença desfavorável: será abandonada, arruinada e pisada pelos animais. Não terá mais a chuva e o cuidado que tinha antes. Que estado triste! Agora ficam só os sinais do que fora uma vinha bem tratada. Isso aconteceu com Israel e pode acontecer com a nossa Pátria ou com o crente que não atende às expectativas de Deus. Torna-se como um deserto, uma vida seca, sem graça e sem o favor do Senhor.

Mas nós sabemos que em Jesus fomos escolhidos para ser cabeça e não cauda...

Fomos escolhidos para sermos embaixadores de Cristo...

Fomos escolhidos para sermos sal da terra e luz do mundo...

Fomos escolhidos para as boas obras...

Fomos escolhidos para sermos nação Santa, Raça eleita, sacerdócio real do Sr. Jesus...

Conclusão:

O que Deus espera de você... de nós como crentes? O que Deus espera da nossa Nação? O quanto Deus tem investido em sua vida? Como você está tratando as expectativas do Senhor em relação à sua vida? Avalie e mude! Mude o nosso País levando Cristo como solução!!!

Pr.Paulino Cordeiro