COMO APROVEITAR OPORTUNIDADES – Lucas 5.1-3

| 05-10-2017

Muitas pessoas lamentam seus fracassos alegando falta de oportunidades, mas, eis uma questão, será que é falta de oportunidades ou falta de atenção para aproveitá-las?

Em relação a vida, cada despertar sinaliza para inúmeras oportunidades, basta estarmos atentos para percebê-las despontando exuberantemente a cada instante, porém, no tocante ao mundo espiritual é somente pelo poder do Espírito Santo que poderemos percebê-las.

Jesus se movia em santidade e no poder do Espírito Santo, sempre atento para aproveitar as oportunidades que o Pai Lhe oferecia e para refutar o diabo.

01. Observar a situação geográfica

Ao apertá-lo a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré.

Jesus notou que estava geograficamente mal situado e exigia-Lhe uma atitude sábia. A Sua frente uma multidão sedenta de Palavra nova, sinais e milagres, e as Suas costas um grande lago; o que fazer? Estava "contra a parede", ou melhor, contra o Lago de Genesaré, certamente Ele pediu socorro ao Pai.

É assim mesmo que todo o Verdadeiro Crente deve sentir-se constantemente, numa situação difícil, geograficamente "contra a parede"; assim como Jesus devemos agir no poder do Espírito Santo para aproveitarmos a oportunidade.

02. Observar as pessoas e coisas ao seu redor

A situação era crítica, Jesus precisava de uma solução para não perder aquela oportunidade de ensinar sobre o Reino de Deus; então, passou a observar as pessoas e coisas para obter sabedoria e direção de Deus naquele momento difícil...

Jesus analisou a multidão dos exigentes desocupados que estava a Sua frente; tinha que anunciar a Palavra porque se não houvesse salvação ao menos seriam indesculpáveis no Dia do Juízo. Também, olhou para os ocupadíssimos pescadores que estavam a cuidar das suas redes, dos seus barcos e certamente concluiu serem gente bem intencionada.

03. Deus mostra instrumentos e dá autoridade para usá-los

Na Sabedoria Divina, Jesus já havia traçado um perfil das pessoas e ferramentas que Deus havia colocado ao Seu dispor para melhor aproveitar aquela oportunidade...

Estratégia revelada, oportunidade bem aproveitada:

a) Jesus viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores, havendo desembarcado, lavavam as redes - Deus havia disponibilizado recursos.

b) Jesus entrando em um dos barcos, que era o de Simão (Pedro) - Tomando posse dos recursos.

c) Jesus pediu a Simão (Pedro) que O afastasse um pouco da praia - Usando adequadamente os recursos.

 04. Deus dará a Palavra certa

"Assentando-se ensinava" - Note bem, Jesus não ficou tenso, pelo contrário, acomodou-se da melhor maneira para cumprir o propósito de Deus.

Vemos claramente, que agir sob controle do Espírito Santo comunica, paz, poder e autoridade nas palavras e atitudes, não importa a situação geográfica ou o tipo de plateia/ouvintes.

O que Jesus ensinou para aquela multidão?

Certamente pregou sobre a essência do Reino de Deus: Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo - Romanos 14.17.

Assim, sabendo como aproveitar a oportunidade, Jesus pregou com poder e autoridade para aquela multidão à beira do lago de Genesaré.

Conclusão

Como a água que desce o rio nunca mais volta, assim são as oportunidades; entretanto, como as águas se renovam, assim renovam-se as oportunidades. Não fique lamentando as oportunidades perdidas, busque sabedoria para não perder as próximas.

Santifique-se e siga a Palavra de Deus, desta forma o Espírito Santo mostrará como aproveitar todas as oportunidades.

Sabendo aproveitar as oportunidades despertamos as pessoas para obedecerem a vontade de Deus, a salvação em Cristo Jesus. Foi o que aconteceu no Lago de Genesaré, só Pedro estava no barco com Jesus, mas foi o suficiente para que ele e todos os seus amigos de pescaria se convertessem (v. 4-11). Quanto a multidão, como quase sempre acontece, parece que eram apenas oportunistas a espera de milagres, sinais e maravilhas.

Notem bem irmãos, Jesus nos dá o mesmo poder e a mesma autoridade, mas, precisamos antes, como Pedro, entender que a santidade de Jesus não tolera o pecado: Lucas 5.8-9 - Lucas 5.8-9 Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador. Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros.

Se você citar a nossa autoria (Pr. Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.  

Pr. Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - 04.07.2010 e 30.09.2017.