DUAS ÁRVORES – Gênesis 2.9

| 05-07-2015

No reino vegetal temos árvores nutritivas que fortalecem a vida e dão saúde, mas, também temos árvores que produzem folhas e frutos venenosos que matam. Assim acontece no mundo espiritual, pois, cada pessoa pode escolher alimento que fortalece a vida ou que mata.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de mb 4.5).

Do solo fez o SENHOR Deus brotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento - Gênesis 2.9ª.

A diversidade parece muito grande, por esta razão precisamos estar vigilantes para percebermos que, na verdade, temos apenas dois tipos de alimentos; o bom alimento que fortalece á vida ou o mau alimento que destrói a vida.

01. A Árvore da Vida

No Jardim do Éden, as outras árvores davam alimento bom para a saúde, mas, a Árvore da Vida tinha a função de conservar o homem eternamente vivo no Paraíso. Podemos entender que esta árvore era uma árvore espiritual que sustentava na obediência e na comunhão com o próprio Deus.

Do solo fez o SENHOR Deus brotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento; e também a árvore da vida no meio do jardim.

No Paraíso havia liberdade para comer da Árvore da Vida, com o pecado da desobediência essa árvore fica proibida e guardada por poderosos anjos de Deus:

Gn 3.22-24: Então, disse o SENHOR Deus: Eis que o homem se tornou como um de nós, conhecedor do bem e do mal; assim, que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma, e viva eternamente. O SENHOR Deus, por isso, o lançou fora do jardim do Éden, a fim de lavrar a terra de que fora tomado. E, expulso o homem, colocou querubins ao oriente do jardim do Éden e o refulgir de uma espada que se revolvia, para guardar o caminho da árvore da vida.

Na nova aliança, os remidos no Sangue do Cordeiro têm acesso livre a Árvore da Vida e o direito à vida eterna no paraíso celestial, através de Jesus: Então, me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro. No meio da sua praça, de uma e outra margem do rio, está a árvore da vida, que produz doze frutos, dando o seu fruto de mês em mês, e as folhas da árvore são para a cura dos povos - Ap 22.1-2.

Os frutos da Árvore da Vida representam o amor e os cuidados de Deus na vida daqueles que O amam e obedecem aos seus Mandamentos. 

Enquanto estamos aqui na terra, expulsos do Jardim do Éden, sofremos as agressões do mundo, mas resta-nos um consolo, Jesus Cristo tem um lugar preparado para os filhos de Deus no Paraíso Celestial: Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também

02. A Árvore da Morte

Do solo fez o SENHOR Deus brotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento (...) e a árvore do conhecimento do bem e do mal (Árvore da ciência).

O Senhor Deus deixou muito claro ao primeiro homem para que não comesse da árvore proibida: E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás - Gênesis 2.16-17.

Satanás tem uma astúcia milenar para induzir as pessoas a brincarem com a morte, levando os menos vigilantes a desobediência que mata como aconteceu no Paraíso. Ele diz: Não é bem assim como Deus manda, você pode fazer diferente e levar vantagem; veja bem, afinal de contas você é inteligente, este é o jeitinho... (Gênesis 3.1-7).

Ordens são dadas para serem obedecidas e sem questioná-las, pois, ao murmurar contra uma ordem a "serpente" entra com a sua solução maligna.

De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação - Romanos 13.2.

A árvore do conhecimento do bem e do mal era intocável, proibida e restando a morte para quem dela comesse. A condenação não vem aleatoriamente sobre uma pessoa, é consequência de rebeldia e oposição à autoridade estabelecida.

No Jardim do Éden as pessoas tinham direito a todos os prazeres na presença de Deus, mas, ao se apropriarem e comerem do fruto da Árvore do conhecimento do bem e do mal veio a Morte. Quando nos apropriamos de qualquer coisa que desagrade a Deus recai sobre nós o merecido castigo e as consequências do pecado. Quem se alimenta daquilo que é proibido está buscando a morte.

Nunca questione a Palavra de Deus e seus Mandamentos, como Adão e Eva, pois a rebeldia leva as pessoas a alimentarem-se espiritualmente, fisicamente e intelectualmente daquilo que mata.

Conclusão

Só temos duas fontes para nos alimentar: Comer da Árvore da Morte com Adão ou comer da Árvore da Vida com Jesus.

Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo. Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só (Jesus), muitos se tornarão justos - Romanos 5.17-19.

No pecado de adão resta a morte para todos, entretanto na morte e ressurreição do Senhor Jesus, aceitando-O como nosso Senhor e Salvador, temos direito a Árvore da Vida.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 04.07.2015 - Noite.