DEUS CUMPRE O QUE FALA

| 12-03-2015

Num lugar lindo chamado Paraíso, cheio da presença do Deus Criador, ali habitavam Adão e Eva, mas eles quiseram ser iguais a Deus comendo do fruto proibido, tiveram sua inocência perdida e foram dali expulsos.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de 4.9mb).

Então, banidos do Paraíso, restava-lhes muita pobreza, dores e sentimento de culpa. Fora do Paraíso, um olhar triste de despedida, na certeza de que nunca mais para lá retornariam. Era tarde, mas havia uma esperança, o SENHOR Deus fez uma promessa.

01. A rebeldia do homem

Deus ama o ser humano e quer ser amado, Ele quer que cada pessoa escolha amá-LO, não por força, deseja que isto seja uma decisão pessoal.

Gn 2.16-17 E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.

Rebelar-se é declarar que não precisamos de Deus; a rebeldia de Adão e Eva foi uma afronta à ordem de Deus, pois, no seu coração disseram: nós também seremos deuses.

Gênesis 3.16-24: E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará. E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida. Ela produzirá também cardos e abrolhos, e tu comerás a erva do campo. No suor do rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, pois dela foste formado; porque tu és pó e ao pó tornarás.  E deu o homem o nome de Eva a sua mulher, por ser a mãe de todos os seres humanos. Fez o SENHOR Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu. Então, disse o SENHOR Deus: Eis que o homem se tornou como um de nós, conhecedor do bem e do mal; assim, que não estenda a mão, e tome também da árvore da vida, e coma, e viva eternamente (Ap 22.14). O SENHOR Deus, por isso, o lançou fora do jardim do Éden, a fim de lavrar a terra de que fora tomado. E, expulso o homem, colocou querubins ao oriente do jardim do Éden e o refulgir de uma espada que se revolvia, para guardar o caminho da árvore da vida.

Deram ouvidos ao tentador, negaram toda a provisão do amor de Deus, por isto foram expulsos do Paraíso. Sua decisão e escolha trouxeram-lhes consequências desastrosas e também para e toda a sua descendência. Restaram-lhes os castigos do pecado: Morte, maldiçoes, sofrimentos, tristezas, dores e um profundo vazio na sua vida.   Com certeza deram uma última olhada para o Paraíso e, calados foram afastando-se, sofrendo grande dor pela ausência de Deus.    

02. A promessa de Deus

Imagine a tristeza de Deus ao procurar o homem para o Seu momento de comunhão: Gênesis 3.9 - E chamou o SENHOR Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi.

Certamente Deus sentiu uma grande dor ao ser traído pela obra de suas mãos, por quem Ele mais amava!

Gênesis 3.14-15 - Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comerás pó todos os dias da tua vida.   Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.

No Seu imenso amor, Deus declara que a serpente por um tempo ainda causaria dor e sofrimento à humanidade, mas no final seria a sua cabeça esmagada.

Creio que Adão e Eva logo se lembraram do amor de Deus providenciando roupa para eles, sacrificando um cordeiro, antes de expulsá-los do Paraíso. O quanto mais sentiam saudades do Paraíso, mais entendiam que Deus tinha feito uma promessa para restaurá-los. Havia iniciado uma longa espera por um libertador prometido: "este te ferirá a cabeça", ou seja, o poder de satanás destronado.

Eis uma promessa de que o Paraíso não ficaria perdido, nascerá uma Igreja inimiga de satanás, virá um Descendente (Jesus) que lhe ferirá a cabeça. Já temos um Libertador e Salvador, Jesus, que veio e feriu mortalmente a serpente, falta lançá-la no lago de fogo:

Gálatas 3.16-22: Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: E aos descendentes, como se falando de muitos, porém como de um só: E ao teu descendente, que é Cristo. E digo isto: uma aliança já anteriormente confirmada por Deus, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não a pode ab-rogar, de forma que venha a desfazer a promessa. Porque, se a herança provém de lei, já não decorre de promessa; mas foi pela promessa que Deus a concedeu gratuitamente a Abraão. Qual, pois, a razão de ser da lei? Foi adicionada por causa das transgressões, até que viesse o descendente a quem se fez a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador. Ora, o mediador não é de um, mas Deus é um. É, porventura, a lei contrária às promessas de Deus? De modo nenhum! Porque, se fosse promulgada uma lei que pudesse dar vida, a justiça, na verdade, seria procedente de lei. Mas a Escritura encerrou tudo sob o pecado, para que, mediante a fé em Jesus Cristo, fosse a promessa concedida aos que creem.

Vejam como somos felizes, no tempo da Graça não precisamos mais esperar como Adão, como Abraão, como os profetas!

O dia da Salvação já chegou, chegou Aquele que nos livra do pecado e da morte - 2ª Co 6.2 2 Porque Deus diz: Eu te ouvi no tempo da oportunidade e te socorri no dia da salvação; eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação (Isaías 49.8; 42.6).

Conclusão

Para quem decide obedecer, satanás não é o problema, ele já está derrotado e o Paraíso para nós já está preparado.

O Paraíso nos espera basta aceitarmos o presente de Deus - Jo 3.16: Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que NELE crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus - Apocalipse 2.7.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada.   Sermão compartilhado em 08.03.2015 - Manhã.