CRENTE INTELIGENTE – Hebreus 13.1-17

| 07-08-2013

Vivemos o tempo dos confrontos pela inteligência; as arenas de combates são os shows da vida real, um modismo onde pessoas usando de suas habilidades intelectuais, proporcionam espetáculos humilhantes de auto-superação, visando superar seus concorrentes. 

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de 7.0mb).

 

Este incentivo a concorrência e a superação diária seria um estilo de vida inteligente? Certamente que não, pois, uma pessoa verdadeiramente inteligente potencializa as suas habilidades buscando a sabedoria de Deus, sem humilhar aos semelhantes

Crente inteligente é diferente e, por onde passa, faz a diferença no amor de Jesus. O escritor sagrado está concluindo sua carta com um forte apelo para que os leitores vivam de modo inteligente, sendo agradáveis uns aos outros e a Deus. 

01.   Desenvolve o amor fraternal - v.1-3

Seja constante o amor fraternal. Não negligencieis a hospitalidade, pois alguns, praticando-a, sem o saber acolheram anjos. Lembrai-vos dos encarcerados, como se presos com eles; dos que sofrem maus tratos, como se, com efeito, vós mesmos em pessoa fôsseis os maltratados.

Amor fraternal é desenvolvido exclusivamente entre irmãos, ou seja, entre filhos do mesmo Pai.  O Crente inteligente é constante no amor fraternal e, assim agindo, cresce no amor ao próximo e a Deus.  

Hospedar anjos é uma linguagem Bíblica referindo-se aos mensageiros da Palavra de Deus, os pastores. Os verdadeiros Crentes sabem quando outro irmão Crente pede hospedagem, pois, o Espírito Santo testifica no coração de cada um, portanto, guiados por Deus podemos hospedar até a um irmão "estranho".  

Quantos irmãos, pelo mundo afora, estão encarcerados e carentes do nosso amor e intercessão para fortalecê-los? 

Disse Jesus em João 13.35: Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros

02.   Honra o matrimonio - v.4

Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros. 

Honrar o matrimônio é preservar-se da  condenação eterna, pois, quem permanece em desobediência às ordenanças de Deus atrai para si sofrimentos e amarguras nesta vida e após a morte. 

03. Não é avarento - v.5-6

Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com  as coisas que tendes; porque ELE tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei. Assim, afirmemos confiantemente: O Senhor é o meu auxílio, não temerei; que me poderá fazer o homem?

Crente inteligente não se deixa escravizar pelo dinheiro, sabe que Deus é o provedor de tudo e para todas as suas necessidades. Dá, distribui e ajuda aos necessitados; faz ofertas com alegria, paga o dízimo e vive prosperamente com os restantes 90%

04.   Não se envolve com doutrinas estranhas - v.7-9

Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos pregaram a palavra de Deus; e, considerando atentamente o fim da sua vida, imitai a fé que tiveram. Jesus Cristo, ontem e hoje, é o mesmo e o será para sempre. Não vos deixeis envolver por doutrinas várias e estranhas, porquanto o que vale é estar o coração confirmado com graça e não com alimentos, pois nunca tiveram proveito os que com isto se preocuparam. 

Recebe a pregação e conserva a Palavra Viva na sua memória; aceita ser discipulado para crescer na fé; torna-se um fiel seguidor de Jesus e não dá ouvidos às falsas doutrinas, pois, Cristo e suas Palavras são imutáveis.  

Crente inteligente tem a sua alma lavada na Graça Redentora (v.9) que há em Cristo Jesus, Deus e sua Palavra é o centro de tudo. 

05.   Comporta-se de modo digno de Cristo -
v.10-14

Possuímos um altar do qual não têm direito de comer os que ministram no tabernáculo. Pois aqueles animais cujo sangue é trazido para dentro do Santo dos Santos, pelo sumo sacerdote, como oblação pelo pecado, têm o corpo queimado fora do acampamento. Por isso, foi que também Jesus, para santificar o povo, pelo seu próprio sangue, sofreu fora da porta. Saiamos, pois, a ele, fora do arraial, levando o seu vitupério. Na verdade, não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há de vir. 

Assim como os animais, dos quais era tirado o sangue purificador, eram queimados fora do acampamento (Levítico 16.14 e 27), assim, Jesus ofreu a morte na cruz fora da cidade de Jerusalém (v.11-12). 

Jesus quebrou todo o ritualismo judaico, tornou-se sacrifício e sumo sacerdote, tendo Ele mesmo apresentado o Sangue purificador ao Pai, no Santo dos Santos do Tabernáculo Celestial.  

Comportar-se de modo digno de Cristo significa vivermos com lealdade e santidade, libertos de todos os rituais legalistas, mesmo que isto resulte em perseguições e até tenhamos que perder certos "amigos".  

O que vale é um comportamento diário onde manifestamos o caráter de Cristo, sendo que a libertação de todos os laços terrenos nos conduzirá à CIDADE que há de vir, a Jerusalém Celestial (v.14).    

06.   Sua vida é um sacrifício de louvor a Deus - v.15-16

Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome. Não negligencieis, igualmente, a prática do bem e a mútua cooperação; pois, com tais sacrifícios, Deus se compraz. 

Deus, em Jesus Cristo, aboliu os rituais de sacrifício de animais, tendo sido o sacrifício único e eterno para purificar todos os pecadores arrependidos. Agora Ele exige que renunciemos os desejos da carne e que as nossas vidas sejam oferecidas de forma inteligente, que é o modo prático de estarmos confessando e louvando a Deus (v.15). 

 A "prática do bem" (v.16) é muito abrangente, pois, fazer o bem podemos entender que é viver na mais completa obediência a tudo o que Deus manda. Ainda reforça a necessidade da constância no amor fraternal, chamando de "mútua cooperação" e que este modo de agir alegra ao coração do Pai.  

07.   É motivo de alegrias aos seus pastores -
v.17

Crentes inteligentes são abençoados e abençoadores, alegrando o coração dos seus pastores.

Obedecei aos vossos guias/pastores e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros. 

 Concordo com a Palavra, é penoso pastorear Crentes insubmissos/rebeldes, eles perdem bênçãos e nos entristecemos com isto.  

Conclusão

Crente inteligente não é avarento; honra o matrimonio, desenvolve o amor fraternal; não se envolve com doutrinas estranhas; sabe comportar-se de modo digno; sua vida é um hino de louvor a Deus; é motivo de alegrias aos seus pastores. 

E daí, eu sou tão inteligente o quanto penso ser?

Inteligência, dentre toda a criação, é um atributo exclusivo da espécie humana; é um sonho de Deus para cada Crente que o SENHOR tem plantado firmemente no coração de cada pastor. 

Crente inteligente é discípulo fiel de Jesus e obedece a tudo o que Ele manda.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel. 

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 19.04.2009 e 04.08.2013 - Noite.