PROPOSTAS DIABÓLICAS – Mateus 4.1-11

| 22-07-2012

Satanás, com certeza, idealizou detalhadamente o plano sedutor e daí apresentou-se ao Mestre Jesus com a proposta "ideal", certo de que venceria, e como sempre, distorcendo a Palavra, mas foi vencido por Jesus no poder da Palavra.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de 5.4mb).

O confronto de satanás sempre é contra Deus, procurando destruir o principio de autoridade e comunhão da família de Deus, ou seja, perverter o coração dos Seus filhos.

Só conseguiremos vencer as tentações do inimigo se tivermos a Palavra de Deus bem firmada em nossos corações.

01.  Primeira tentação - Mateus 4.3-4

A primeira tentação de Satanás foi confrontar-se contra Deus e o poder de Deus que habitava em Jesus: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães - Mateus 4.3.

O tentador começou pela fraqueza maior, a fome, mas seu alvo era colocar Jesus em rebeldia contra o Pai, quebrando o principio de autoridade que é a fonte de todo o poder. No momento que Jesus transformasse pedras em pães, estaria contra o Pai e obedecendo a satanás. A questão não é se Ele teria poder para transformar pedras em pães, mas a quem Ele deveria obedecer. Jesus tinha poder e autoridade para operar milagres, mas, em obediência ao Pai. Se Ele obedecesse a satanás será que continuaria o mesmo?

Lembram-se do que aconteceu com Adão no Paraíso, não perdeu todos os poderes por ter obedecido a satanás?

Jesus tinha consciência de que o Seu poder e autoridade nasciam na fonte da obediência, sabiamente utilizou-se da Palavra: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus - Mateus 4.4; Dt 8.3. Em resumo, Jesus disse: arreda-te satanás, prefiro morrer de fome, em obediência ao meu Pai, do que obedecer a você.

Qual tem sido a tua escolha, o pão do diabo ou o Pão de Deus? - Dt 8.3. Deus se agrada com a obediência dos seus filhos e filhas.

Jesus ensina que não devemos emprestar nossos ouvidos para o diabo e sim expulsá-lo com a Palavra.

02.  Segunda tentação - Mateus 4.5-7

Na segunda tentação, satanás lançou um espírito sedutor e de religiosidade, visando, outra vez, quebrar o princípio de autoridade e obediência a Deus; mais uma vez Satanás utilizou-se da Palavra: Então, o diabo O levou à Cidade Santa, colocou-O sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus.

O mesmo método que ele utilizou para vencer Adão e Eva, no Paraíso, agora utilizava contra Jesus, o Filho de Deus e outra vez sem sucesso, pois Jesus guardava as Palavras do Pai no coração (Sl 119.11). Notem que Jesus apenas obedeceu a Deus em tudo e expulsou satanás com a Palavra: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus - Dt 6.16.

Se Jesus tivesse obedecido a satanás será que Deus enviaria anjos para protegê-LO?

03.  Terceira tentação - Mateus 4.8-10

Na última tentação satanás revelou sua verdadeira intenção: Levou-O ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-LHE todos os reinos do mundo e a glória deles e LHE disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.

Outra vez satanás afrontando ao Deus Criador e tentando subjugar ao Rei Jesus. Satanás é o príncipe deste mundo com sua influencia maligna, mas não dono do mundo, pois, ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam - Sl 24.1.

Jesus conhecia, vivia e era a própria Palavra de Deus: E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai - João 1.14.

O Cristo não se intimidaria com uma proposta mentirosa do inimigo e disse: Retira-te, satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto - Mateus 4.10; Dt 6.13.

Conclusão

Notem bem, Jesus não deu qualquer demonstração de poder, proposto por satanás, porque se assim fizesse estaria caindo no mesmo pecado de Adão. Jesus foi santo em tudo e obediente até à morte e morte de cruz.

O sucesso permanente exige obediência permanente, sem quebrar o principio de autoridade proposto pelo Pai Celestial, o Deus Todo-Poderoso. Jesus, em nenhum momento agasalhou as tentações de satanás, pelo contrário, rebateu a todas elas com a Palavra de Deus.

Não resistindo ao poder da Palavra, o diabo bateu em retirada e vieram os anjos de Deus para servi-LO e consolá-LO.

Mateus 6.33, buscai primeiro o reino de Deus e sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas.

Satanás utilizou-se da Palavra para tentar derrotar ao SENHOR Jesus, pervertendo o propósito. Porque será que nas três vezes que Jesus confrontou Satanás com a Palavra, Ele utilizou-se do livro de Deuteronômio?: Dt 8.3; 6.13,16. seria um alerta para aqueles que não aprovam a utilização do AT? O poder das Leis espirituais estão em pleno vigor, foram abolidas, no sacrifício de Jesus, apenas as Leis rituais.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - Sermão compartilhado em 10.02.2008 e 22.07.2012 - noite.