CONTRA-ATAQUE – Neemias 4.1-15

Pr. Paulino Cordeiro | 28-07-2011

Contra-atacar é posicionar-se com autoridade contra o inimigo, partir da defensiva, com base numa estratégia de guerra, para o ataque. Nunca podemos perder de vista que todas as forças atacantes ou contra-atacantes sempre estarão sob um comando.

Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 - (tamanho de 3.72mb).

Neemias (a quem o Senhor conforta) era copeiro do Rei Artaxerxes Longânimo (445 aC). Seu cargo era muito importante e era rico, ele era o preferido do Rei; o copeiro tinha que ser uma pessoa de extrema confiança.

Sabendo da situação deplorável de Jerusalém, orou durante quatro meses (Ne 1.1 e 2.1 de Quisleu a Nisã ou seja, de 15 de novembro a 15 de março) e pediu a Deus que lhe permitisse ir pessoalmente restaurá-la. Deus moveu o coração do Rei que o nomeou Governador de Jerusalém (Ne 2.1-8).

Sua tarefa, delegada por Deus, foi de restaurar a Jerusalém material e espiritual. Ele foi movido por Deus e sentiu a dor de Deus pela situação miserável do povo (Ne 1.3; 5.13-18).

Para reconstruir é necessária genuína fé, pois, o que está abandonado, com muros derrubados, ali os inimigos entram e saem livremente. Esta era a situação deplorável de Jerusalém e podemos dizer que esta é a situação deplorável da igreja nominal de hoje. É hora de reconstruir e contra atacar. É a hora dos Pastores e dos Crentes das Igrejas Locais pararem de INVENTAR COISAS; passarmos a reparar os estragos feitos pelo inimigo e contra atacá-lo sem tréguas. 

01.    O Povo de Deus é atacado pelo inimigo

Esta inimizade é muito antiga, se iniciou quando Adão e Eva deram atenção às mentiras de satanás, caíram em pecado e foram expulsos do Paraíso. Ele ataca de muitas maneiras:

a) Zombaria: O inimigo colocou o trabalho e esforço do povo de Deus como coisa pequena e ridícula. 

Tendo Sambalate (samaritano) ouvido que edificávamos o muro, ardeu em ira, e se indignou muito, e escarneceu dos judeus. Então, falou na presença de seus irmãos e do exército de Samaria e disse: Que fazem estes fracos judeus? Permitir-se-lhes-á isso? Sacrificarão? Darão cabo da obra num só dia? Renascerão, acaso, dos montões de pó as pedras que foram queimadas? - Neemias 4.1-2 - Amós 7.12-17.

b) Ironia: Se uma raposa saltar sobre o seu muro de pedras irá derrubá-lo.

Estava com ele Tobias, o amonita, e disse: Ainda que edifiquem, vindo uma raposa, derribará o seu muro de pedra - Neemias 4.3.

c) Assalto: Mas, ouvindo Sambalate e Tobias, os arábios, os amonitas e os asdoditas que a reparação dos muros de Jerusalém ia avante e que já se começavam a fechar-lhe as brechas, ficaram sobremodo irados. Ajuntaram-se todos de comum acordo para virem atacar Jerusalém e suscitar confusão ali - Neemias 4.7-8.

d) Desânimo: Mandando os próprios judeus, seus vizinhos, para desanimarem os edificadores.

Disseram, porém, os nossos inimigos: Nada saberão disto, nem verão, até que entremos no meio deles e os matemos; assim, faremos cessar a obra. Quando os judeus que habitavam na vizinhança deles, dez vezes, nos disseram: De todos os lugares onde moram, subirão contra nós - Neemias 4.11-12.

Como você está com Deus, tem percebido os ataques do inimigo?

02.    O Povo de Deus contra-ataca o inimigo

Vimos que o trabalho do inimigo é abalar todas as estruturas, mas se o nosso General é o SENHOR dos Exércitos, certamente o Povo de Deus contra-ataca usando a estratégia correta. Afinal de contas o Povo de Deus é um povo inteligente que age no Poder do Espírito Santo.

a) Oração:"porém oramos ao nosso Deus

Ouve, ó nosso Deus, pois estamos sendo desprezados; caia o seu opróbrio sobre a cabeça deles, e faze que sejam despojo numa terra de cativeiro. Porém nós oramos ao nosso Deus e, como proteção, pusemos guarda contra eles, de dia e de noite - Neemias 4.4 e 9.

Na Bíblia encontramos muitas exortações a oração, sendo Jesus o maior exemplo: Levantando-se da oração, foi ter com os discípulos, e os achou dormindo de tristeza, e disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos e orai, para que não entreis em tentação - Lucas 22.45-46.

b) Bom ânimo para trabalhar: O povo tinha bom ânimo para trabalhar (animado/desanimado).

Assim, edificamos o muro, e todo o muro se fechou até a metade de sua altura; porque o povo tinha ânimo para trabalhar - Neemias 4.6.

Jesus é a fonte do bom ânimo: Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; EU venci o mundo - João 16.33.

c) Vigilância e intrepidez: - Intercessores (v.4 e 9): "pusemos guardas dia e noite" (1ª Pedro 5.8-10).

Então, pus o povo, por famílias, nos lugares baixos e abertos, por detrás do muro, com as suas espadas, e as suas lanças, e os seus arcos; inspecionei, dispus-me e disse aos nobres, aos magistrados e ao resto do povo: não os temais; lembrai-vos do Senhor, grande e temível, e pelejai pelos vossos irmãos, vossos filhos, vossas filhas, vossa mulher e vossa casa - 4.13-14.

Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação - 2ª Timóteo 1.7.

d) Unidade e fé: Um por todos e todos por um, sendo O SENHOR dos Exércitos o comandante.

...pusemos guarda contra eles, de dia e de noite ...não os temais; lembrai-vos do Senhor, grande e temível, e pelejai pelos vossos irmãos, vossos filhos, vossas filhas, vossa mulher e vossa casa - Neemias 4.9 e 14.

Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer - 1ª Coríntios 1.10.

Você tem contra-atacado o inimigo ou está sofrendo todo o tipo de humilhação?

Conclusão

E sucedeu que, ouvindo os nossos inimigos que já o sabíamos e que Deus tinha frustrado o desígnio deles, voltamos todos nós ao muro, cada um à sua obra - Neemias 4.15.

Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em MIM fará também as obras que EU faço e outras maiores fará, porque EU vou para junto do Pai - João 14.12.

Os poderes das trevas se aproveitam das circunstâncias, mas Jesus dá aos filhos e filhas de Deus os meios e as armas da guerra para sermos vitoriosos, que são: Oração; Ânimo para Trabalhar; Vigilância e Intrepidez; unidade e fé.

Se você citar a nossa autoria (Paulino Cordeiro) e nosso site (http://www.familiaabencoada.org.br/) poderá pregar na sua Igreja ou publicar em outros Sites. Dê bom testemunho para poder abençoar, seja fiel.

Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - 24.07.2011 - noite.