ALELUIA, LOUVAI AO SENHOR - Salmo 150

| 19-05-2010

O louvor era tão importante para Deus que Ele consagrou uma tribo inteira, a tribo de Levi para os Serviços Sagrados.

 (Baixe aqui o áudio deste sermão no formato MP3 -  tamanho de 3.11Mb)

Na época de Davi 38.000 levitas foram designados para os serviços sagrados no Templo (I Crônicas capítulos 23 a 27), incluía os serviços de louvor, manutenção do Templo e serviços de apoio aos sacerdotes. O Salmo 150 é um hino didático, ensina como fazer o serviço que agrada a Deus.

O louvor é tão importante para a comunhão com Deus a ponto de ter doado o Seu Espírito a cada Crente, transformando-nos no Seu Santuário (1ª Coríntios 6.19 e 2ª Coríntios 6.16). 

Será que temos louvado a Deus através de tudo o que fazemos?

01. Motivos para louvar - v.1-2

Olhe para todos os lados, para si mesmo, para o mais profundo do teu ser e me diga se não tem milhares de motivos para louvar a Deus?

Todas as tuas obras te renderão graças, SENHOR; e os teus santos te bendirão - Salmo 145.10 (10-13).

O louvor, concordância com a grandeza de Deus, só pode ser chamado de louvor quando é feito em forma de adoração a Deus. Ele não aceita o louvor só de "boca pra fora"; Deus é um Ser Totalizante, também não recebe louvor parcial, ou seja, Ele procura adoradores que O adorem de corpo, alma e espírito (1ª Tessalonicenses 5.23).

O louvor liberta das cadeias e amarras malignas.  Louvar é a expressão de amor e tem em si um grito de alegria e vitória, que quebra as amarras do inimigo.  Aleluia! Louvai ao Senhor!

O louvor confirma a grandeza de Deus, os imutáveis atributos do Deus Todo-Poderoso: Onipresença, Onipotência, Onisciência. Louvar é enaltecer, concordar com o Deus Todo-Poderoso que está no infinito, mas, também está aqui na terra, no coração de quem obedece aos seus Mandamentos; é concordar com a Sua soberania como Deus Criador, que fez as coisas visíveis e invisíveis para o louvor da Sua Glória.

02. Instrumentos musicais de louvor - v. 3-5

Algumas Igrejas locais fazem restrições a alguns instrumentos, mas a Bíblia não limita, pelo contrário, ordena usar instrumento de corda, de percussão, de sopro e instrumentos de bronze (cimbalos), ou seja, há uma grande variedade.

A música do Povo de Deus, nos tempos antigos, tinha muitos instrumentos usados exclusivamente para louvar a Deus. Hoje, os instrumentos usados para expressar o louvor estão intimamente ligados a cultura de cada povo, mas, sempre terão as funções citadas na Bíblia.

Cada povo louva a Deus no ritmo com o qual ele se identifica e que naturalmente faça parte da sua cultura. Um índio não louva a Deus com uma harpa, nem com cânticos gregorianos, índio Louva a Deus com instrumentos musicais de índio e com melodias indígenas.

03. Louvai ao SENHOR com a vida - v.6

Quero abordar somente o louvor humano, mas, não podemos negar que toda a criação louva com perfeição ao Deus Criador, pois, existem para a Glória de Deus (Salmo 148 e 135.1-3).

Instrumento poderoso de louvor é a VOZ humana; nossa boca deve sempre confessar louvor. Aleluia é uma palavra que professa a Alegria da Salvação, que traduz vitória (Efésios 5.18-21).

Tudo que sai de nossa boca deve ser uma confissão inteligente de fé no que Deus já fez, está fazendo e naquilo que ainda fará (Romanos 10.09-10; Hebreus 3.1; Hebreus 4.14; Salmo 33.1).

Infelizmente, por causa do pecado, nem sempre a boca/voz tem sido instrumento de louvor a Deus (Tiago capítulo 3).

Também louvamos a Deus com nossas expressões corporais; Davi dançou diante da arca e Mical foi punida ao desprezar este gesto (2º Samuel 6.14-23). Miriam dançou diante do Senhor (Êxodo 15.20-21). Há muitas formas de se louvar a Deus com o nosso corpo. Os judeus, até hoje, celebram festivamente com cânticos e danças. A dança de louvor não é uma aeróbica evangélica. É uma expressão de alegria e de prazer diante de Deus.

Batei palmas, todos os povos; celebrai a Deus com vozes de júbilo - Salmo 47.1. Bater palmas é uma atitude de reconhecimento de valores, expressa alegria e satisfação diante uma verdade ou autoridade.

Devemos louvar a Deus com a nossa vida, com tudo o que somos, temos e fazemos. A vida do cristão deve ser uma forma de louvor contínuo a Deus. Uma pessoa murmuradora, amargurada, derrotada, crítica, não diz "Aleluia" com suas atitudes. Assim, muitas pessoas não louvam a Deus com a sua vida, pelo contrário, se amaldiçoam e amaldiçoam aos outros.

Conforme Salmo 148.1-13, todos os povos devem louvor a Deus: Reis da terra e todos os povos, príncipes e todos os juízes da terra; rapazes e donzelas, velhos e crianças. Louvem o nome do SENHOR, porque só o seu nome é excelso; a sua majestade é acima da terra e do céu.

 

Conclusão

Não confunda louvar com cantar louvores: O louvor nasce de uma inteligente gratidão ao único Deus Salvador e deve ser comunicado com liberdade de expressão ao Senhor, seja através de cânticos ou através de nossa vida. O louvor é uma maravilhosa forma de manifestarmos a alegria da salvação. Aleluia! Aleluia! Aleluia!

Louvamos a Deus porque Ele nos ama e nos amou primeiro (João 3.16 e 1ª João 4.19).

Vocabulário

Louvar: elogiar, enaltecer, aprovar, confirmar com elogio.

Trombeta (shophar): Feito do chifre de carneiro.

Saltério e Harpa: Diferentes em tamanho e número de cordas.

Adufes: Tamborins, instrumentos de percussão.

Cimbalos: Feitos de prata ou bronze com sons altos e agudos.

Pr. Paulino Cordeiro - Pastor da CEFA - Comunidade Evangélica Família Abençoada - 16.05.2010 - noite.