MEDO – 1ª João 4.18-21

| 12-09-2008

Há quem diga que um pouco de medo faz bem, mas eu afirmo que o medo é maligno e ladrão do sucesso.

Tentados pelo medo todos somos, entretanto, permanecer acuados pelo medo é para covardes, desprovidos de amor para com Deus, para consigo mesmos e para com o próximo.

Creio que a primeira experiência foi no Paraíso quando o homem pecou, pois, declarou "Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi" (Gn 3.10).

Se amarmos, de fato, viveremos sem medo: No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor - v.18.               

01.O perfeito amor lança fora o medo,

Quem ama acredita em valores superiores, enche a sua memória com planos, projetos, sonhos e emoções cheios de amor e que agradam a Deus (Filipenses 4.8).

Crê na Proteção Divina: Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra. Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda. É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel. O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita. De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua. O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma. O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre - Salmo 121.

Não se atemoriza de más notícias; o seu coração é firme, confiante no SENHOR. O seu coração, bem firmado, não teme, até ver cumprido, nos seus adversários, o seu desejo. Distribui, dá aos pobres; a sua justiça permanece para sempre, e o seu poder se exaltará em glória - Salmo 112.7-9.

02.O medo produz tormento

O medo causa grandes alterações na saúde física, mental e espiritual do ser humano. Coisas horríveis estão acontecendo ao nosso redor porque as pessoas estão sendo tomadas por um tenebroso terrorista chamado medo.

A medicina, que é uma bênção de Deus, identifica as consequências do medo como Síndrome do Pânico; Distúrbio Bipolar e outras coisas; prescreve remédios que são paliativos, mas a verdadeira cura começa pela alma e a receita é dada pelo Médico dos médicos, a Bíblia. 

Já ouvimos muitas vezes a afirmativa "Fulano desconfia até da sombra". Que tormento, o medo conduz as pessoas a desconfiarem de tudo e de todos, até de si mesmas!

03.O medo impede o crescimento

Medo é fé negativa, acredita que o pior vai acontecer, logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.

O amor edifica para o bem e o sucesso, entretanto, o medo conduz à ruína e ao fracasso.

O medroso tem medo até de amar, pois o amor cria vínculos e responsabilidades; então, permanecerá na penumbra da vida e na mediocridade da alma, será um eterno escravo.

04.O medo afasta de Deus e das pessoas

Os medrosos são a multidão dos excluídos, não pela sociedade, mas se excluem, escondem-se, fogem de tudo e de todos, até de Deus.

Esta história é muito antiga, apenas repete-se: E chamou o SENHOR Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi. Perguntou-lhe Deus: Quem te fez saber que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses? Então, disse o homem: A mulher que me deste por esposa, ela me deu da árvore, e eu comi - Gênesis 3.9-12.     

Conclusão

Temos inimigos? Sim, um deles é o medo, que, por sugestão maligna, tenta constantemente instalar-se na mente e no coração (Romanos 12.2).      

Afinal de contas, o medo é um fato, mas o que fazer?

Jesus dá a receita para a libertação do medo: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento... Amarás o teu próximo (no contexto Bíblico, próximo são somente os irmãos em Cristo, mas, no sentido humanitário, são todas as pessoas) como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.   

Pr. Paulino Cordeiro - 31.08.2008 - noite