ATITUDES SÃO DETERMINANTES - Jo 4.1-42

Pr. Paulino Cordeiro | 21-12-2007

 

Jesus tinha um plano de ir até a Galiléia, mas era-lhe necessário atravessar a província de Samaria, caso contrário teria que dar uma gigantesca volta.

Passando por Samaria, foi necessário parar na cidade de Sicar para tomar água, deparou-se com uma mulher que também buscava água, na hora sexta, ao meio dia (v.6). Ali, iniciou-se um diálogo em torno de diferenças e preconceitos referentes a cidadania (v.9) e suas crenças (v.20-23). Ambos tiveram que tomar atitudes determinantes.    

Convido você para analisarmos algumas atitudes determinantes, que foram  tomadas, neste  encontro junto ao poço de Jacó (v.6).

01.   ATITUDES DE JESUS

Que maravilha, o Mestre Jesus, passando por terras onde nenhum Judeu passaria, exclusivamente para transformar uma prostituta numa missionária. Aquela vida, escrava da religiosidade, poderia ser salva somente pelo SENHOR Jesus, tratando-a com amor e sem preconceitos.

V. 13-14, 16-18: Jesus tem Palavra de autoridade.

V. 17-18: Jesus tem Palavra de conhecimento.

- V. 19: As atitudes de Jesus levam a mulher a reconhecer Sua autoridade.

V. 22,23,26: Transparência, pois dizia: vem a hora e já chegou! Eu Sou o Messias.

- V. 27: As pessoas se calam diante da autoridade de Jesus. 

Jesus, em obediência à Palavra de Deus, agiu com autoridade e venceu os espíritos de prostituição e religiosidade que escravizavam aquela mulher. 

02.  ATITUDES DIANTE DA AUTORIDADE DE JESUS

Vemos que a samaritana conhecia a história da fé e sabia tudo sobre Deus e seu povo, mas faltava-lhe uma atitude: parar com a religiosidade e receber as mais profundas verdades da Salvação.

- V. 14-15: A mulher toma posse da promessa e torna-se uma fonte a Jorrar

- V. 28: Deixar o cântaro simboliza a renúncia da vida antiga, da auto suficiência, do modo mascarado de dizer que segue a Deus. Ela tinha uma vida mentirosa, pois era uma prostituta e já estava com o sexto homem.

Deixou o cântaro, que reprsenta as coisas do mundo,  porque encontrou algo superior, descobriu que poderia ter uma vida nova, no poder do Espírito Santo, pois, abriu mão de tudo por amor a Jesus.

Deixar o cântaro é entender que a religiosidade mata e prostitui; ela não negava as verdades de Deus, mas não obedecia.

- V. 29 e 39: Agora, liberta do pecado e da religiosidade, passa a testemunhar, torna-se uma missionária.

- V. 42: Como filha de Deus, tem a alegria de ver os frutos do seu Testemunho, estava conduzindo pessoas a uma experiência pessoal com Cristo.

Conclusão

Aquela samaritana vivia a mesmice da religiosidade, conhecia a respeito de Deus, mas ainda não havia tido um encontro pessoal com o SENHOR Jesus.

Queria falar sobre a História do Povo de Deus, mas a sua vida ainda estava fora da História. Quando ela tomou a atitude de colocar em prática a promessa de Jesus, passou a ser parte integrante da História, sua vida mudou e passou a chamar vidas para o Reino de Deus.

E você, meu irmão, minha irmã, está contando a História ou faz parte da História, ganhando vidas para Jesus?

 

Pr. Paulino Cordeiro - 16.12.2007 - noite